SISEM-SP disponibiliza vídeo sobre Museus e Sustentabilidade Ambiental

No dia 05 de junho, Dia Internacional do Meio Ambiente, o Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado, realizou uma roda de conversa virtual com o tema Museus e Sustentabilidade Ambiental.

O evento teve a participação de quatro convidados com atuação na área e permitiu a participação do público por meio de questões encaminhadas pelo chat da plataforma utilizada para a live.

A pauta da roda de conversa, que envolveu o realinhamento dos museus com práticas comprometidas com a questão ambiental, foi uma das quatro temáticas que estão sendo abordadas pelo SISEM-SP numa série de debates mensais que também abordarão a sustentabilidade em museus em suas vertentes econômica, social e cultural. A próxima atividade a ser realizada é o webinar Museus e Sustentabilidade Econômica, em 29 de julho, cuja programação será divulgada em breve.

Para dar maior visibilidade ao assunto e contemplar os profissionais que não puderam acompanhar o evento ao vivo, o SISEM-SP disponibiliza o vídeo da roda de conversa na íntegra, no link.

Terezinha Rezende, coordenadora do Ecomuseu da Amazônia, sediado no Pará, e Tamires Amancio, do Ecomuseu de Itaipu, localizado no Paraná, trouxeram suas experiências de ecomuseus brasileiros pioneiros em iniciativas que compreendem o território como espaço museológico fomentando seu desenvolvimento cultural de forma ambientalmente sustentável. Pesquisadores com larga atuação na área da sustentabilidade em museus, a bióloga e museóloga paulista Elizabeth Zolcsak e o museólogo português Manuel Furtado Mendes abordaram os desafios que os museus têm enfrentado para incorporar ao cotidiano de suas atividades as práticas do desenvolvimento sustentável.

Para complementar o que foi apresentado na roda de conversa, os profissionais da área de museus poderão conferir o texto de Manuel Furtado Mendes clicando aqui.

Também estão disponíveis para apreciação do público uma análise contextual do evento e sua temática escrita por Luiz Fernando Mizukami, do Grupo técnico e coordenação do SISEM-SP, basta clicar aqui  e uma relatoria crítica de autoria de Luiz Palma, psicólogo social, artista visual e técnico da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM), em parceria com Mizukami e Cláudia Ribeiro, diretora do Museu Major Novaes, de Cruzeiro (SP), acesse aqui.

Webinários

Com a série de encontros, que passaram a ser virtuais devido à pandemia de COVID-19, o SISEM-SP fomenta e compartilha as reflexões que a comunidade brasileira e internacional tem constituído em torno da sustentabilidade das instituições e processos museais com foco na apropriação deste campo de conhecimento. Em novembro do ano passado, em parceria com o Ibermuseus, o SISEM-SP realizou o seminário “Sustentabilidade em Museus: do conceito à prática”, com foco na atuação do Programa Ibermuseus no que tange ao ambiente institucional de cada país ibero-americano (leis, normas, instituições e políticas públicas) em interface com experiências em curso orientadas por conceitos e valores relacionados ao desenvolvimento sustentável. Em janeiro deste ano, foi realizado o seminário sobre o Marco Conceitual Comum em Sustentabilidade de Museus (MCCS), documento elaborado pelo programa Ibermuseus que materializa as discussões sobre o lugar estratégico dos museus como espaço de diálogo, debate e interação democrática e cidadã que instruem e potencializam o desenvolvimento sustentável no território local e regional, em sincronia com a ampla rede de atores das políticas públicas culturais, sociais e ambientais.

Fonte: SISEM-SP