Vídeo do Webinário sobre violações dos direitos das mulheres e atuação das instâncias de proteção está no Youtube

O vídeo da live do webinário “O cenário de violações dos direitos das mulheres e a atuação das instâncias de proteção” está disponível no canal do Youtube do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado.

Com a participação de representantes das mais diversas instâncias de proteção aos direitos das mulheres, a ação, realizada em 2 de dezembro pelo SISEM-SP e a Organização Social de Cultura ACAM Portinari, integrou a campanha Sonhar o Mundo e foi uma atividade de sensibilização para as profissionais de museus com o intuito de, a partir das apresentações feitas no evento, possam refletir para a elaboração de protocolos de ação a serem implantados nos museus paulistas.

“A intenção foi dar início à confecção de um protocolo de ação para os museus. Assim, além de buscarmos uma fala de representação da ONG Think Olga para dar um panorama sobre a situação das mulheres no Brasil, entendemos que falas da Defensoria Pública e da coordenação das Delegacias de Defesa da Mulher são essenciais para que as profissionais de museus saibam sobre os canais de apoio existentes, a fim de compreender que não estão sozinhas e desamparadas na defesa de seus direitos”, disse Davidson Kaseker, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP (GTC/SISEM-SP).

Convidadas

Jamila Jorge Ferrari – Delegada de Polícia, coordenadora das Delegacias de Polícia de Defesa da Mulher, professora da Academia de Polícia na matéria Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica e Crimes Sexuais e membro do Comitê Intersecretarial de Defesa da Mulher do Estado de São Paulo.

Nalida Coelho Monte – Defensora Pública do Estado de São Paulo, com atuação na área de violência doméstica e familiar em favor da vítima. Atualmente, está na coordenação auxiliar do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Mulher (NUDEM).

Maíra Liguori – é jornalista, pós-graduada em publicidade e antropologia, mãe e diretora de impacto na consultoria Think Eva e na ONG Think Olga. Ambas as organizações promovem soluções para as questões de gênero e intersecções tendo como ferramenta a comunicação. Por seu trabalho, foi eleita uma das 100 mulheres mais inovadoras do mundo pela BBC de Londres.

Luara Carvalho – Iniciou sua trajetória com educação em 2009 e, desde então, atua também em exposições, museus e instituições culturais da cidade de São Paulo, além de atuar como educadora de cursinho popular desde 2015. Cursou História na Fundação Santo André.

Fonte: SISEM-SP