Oficina “Preservação de Acervos Bibliográficos” em Santos

Ministrada pela conservadora e restauradora Marlene Laky, do museu Casa Guilherme de Almeida, a atividade será sobre preservação de acervos bibliográficos
 
A Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), em parceria com a Casa Guilherme de Almeida e a Prefeitura de Santos, realiza no dia 25 de setembro (terça-feira),  no Complexo Cultural do Porto de Santos, a oficina gratuita “Preservação de Acervos Bibliográficos”.  A atividade abordará temas como as origens do papel e dos suportes da escrita, a história dos livros e das encadernações, a degradação dos acervos bibliográficos e a higienização. 
 
O curso, que tem início às 9h30, será ministrado pela conservadora e restauradora Marlene Laky, do museu Casa Guilherme de Almeida. Formada em jornalismo pela PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas), em conservação e restauro pelo Senai-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo), Marlene participou em 2010 de projetos de recuperação de livros avariados durante a enchente em  São Luiz do Paraitinga (SP). Também coordenou oficinas sobre o assunto na Casa Guilherme de Almeida, na Casa das Rosas e na Escola Sidartha, em São Paulo. 
 
Ao todo, foram disponibilizadas 20 vagas e as inscrições podem ser feitas pelos emails: lucaprado@portodesantos.com.br ou matabarreto@portode santos.com. br. O Complexo Cultural de Porto de Santos está localizado na Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, s/nº. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (13) 3202-6565. 
 
Casa Guilherme de Almeida
 
A Casa Guilherme de Almeida, museu da Secretaria de Estado da Cultura inaugurado em 1979, abriga um acervo de obras de arte e objetos que pertenceram ao poeta, tradutor e jornalista Guilherme de Almeida (1890-1969), um dos mentores do movimento modernista brasileiro. O museu está instalado na residência onde ele viveu de 1946 até o ano de sua morte. A Casa Guilherme de Almeida oferece ao público intensa programação cultural – organizada por seu Centro de Estudos de Tradução Literária, criado no museu em 2009 –, que inclui cursos, oficinas, palestras, mesas-redondas e recitais.  Após um período fechado para reestruturação e reformas, o museu reabriu à visitação pública, em dezembro de 2010. As visitas, sempre orientadas, são realizadas de terça a domingo, das 10h às 18h. 
 
Serviço: 
Oficina “Preservação de Acervos Bibliográficos” 
Data: 25/9/2012
Local: Complexo Cultural de Porto de Santos (Avenida Conselheiro Rodrigues Alves, s/nº – Santos/SP) 
Horário: das 9h30 às 17h
Informações: (13) 3202-6565
Entrada: gratuita
Vagas: 20