Acessibilidade nos museus de São Paulo é tema de encontro com profissionais do setor

Roda de Conversas do Projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Deficiência e Acessibilidade em Museus” acontece em 28 de julho;

Evento online integra a programação de 2022/2023 do Programa de Museus para os Direitos Humanos, realizado pelo Sistema Estadual de Museus – SISEM-SP em parceria com a ACAM Portinari;

Oficinas de formação sobre acessibilidade para profissionais da museologia também estão na programação.

São Paulo, julho de 2022 – Os museus de São Paulo são espaços inclusivos e acessíveis para todos? A pergunta norteará a Roda de Conversas “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Deficiência e Acessibilidade em Museus”. O encontro, que ocorre em 28 de julho, entre 15h e 17h, integra a programação de 2022/2023 do Programa de Museus para os Direitos Humanos, realizado pelo Sistema Estadual de Museus – SISEM-SP em parceria com a ACAM Portinari.

O evento online terá transmissão pela plataforma Zoom e contará com recursos de acessibilidade, como interpretação em Libras, audiodescrição e legendas ao vivo. As inscrições, gratuitas, podem ser realizadas pelo site a partir de 20 de julho. O conteúdo ficará disponível, posteriormente, no canal do SISEM no Youtube.

O objetivo da iniciativa é discutir e promover reflexões sobre a forma como os museus de São Paulo funcionam e disponibilizam os seus serviços no âmbito da acessibilidade. Serão abordados aspectos relacionados com os processos internos de trabalho, recepção dos visitantes, entre outros desafios e acertos.

Segundo os organizadores, a perspectiva é consolidar um conjunto de indicadores capaz de parametrizar quão acessíveis são os serviços oferecidos pelos museus. Além disso, será uma oportunidade para traçar o perfil dos profissionais que trabalham nesses espaços e participam das ações propostas pelo SISEM.

Para o encontro foram convidados Gislana Vale, do Movimento Brasileiro de Mulheres Cegas; Severa Paraguaçu, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Edu O, da Universidade Federal da Bahia. Eles vão abordar suas experiências sobre acessibilidade em espaços culturais.

A conversa será mediada por Renata Cittadin, diretora do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus (GTC SISEM-SP) e Anahí Guedes de Mello e Olívia von der Weid, do Comitê Deficiência e Acessibilidade da ABA. Assim como os convidados, as mediadoras farão parte do núcleo de profissionais responsáveis por oficinas formativas do projeto.

Formação

Após a Roda de Conversas, o Projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão segue com a oferta de cursos e oficinas voltados a profissionais da museologia. “Acessibilidade em Ambientes Culturais” é o tema das atividades que serão promovidas no formato online, pela plataforma Zoom. A ideia dos organizadores é desenvolver indicadores relacionados à acessibilidade para os museus de São Paulo.

Programa de Museus para os Direitos Humanos

O Programa realizado pelo SISEM-SP e a ACAM Portinari  contempla a campanha #sonharomundo, criada pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo (SEC), por meio da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico e do Sistema Estadual de Museus, com a articulação do Memorial da Resistência, Museu Afro Brasil, Museu da Diversidade Sexual, Museu da Imigração, Museu Índia Vanuíre, Memorial da Inclusão e da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Entre 2020 e 2021 o Programa de Museus para os Direitos Humanos abordou o tema “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Mulheres”. Em parceria com o movimento “Mujeres cambian los museos” (Mulheres Transformam os Museus) – criado com o intuito de contribuir para as discussões sobre a equidade de gênero nas instituições Museológicas – foram realizados encontros e oficinas.

Com base no resultado desses eventos, o SISEM publicará um protocolo de ações destinadas à proteção das mulheres, entre funcionárias e visitantes dos museus. O documento estará disponível no site da instituição a partir de 26 de julho e contará com um vídeo gravado por Maria da Penha a respeito do tema. O conteúdo será totalmente acessível para pessoas com deficiência.

Serviço

Rodas de Conversa: Projeto de Ensino, Pesquisa e Extensão “Soluções Sistêmicas para o futuro que queremos: Deficiência e Acessibilidade em Museus”
Data: 28 de julho
Horário: das 15h às 17h
Inscrições: https://www.sisemsp.org.br/sonharomundo/, de 20 de julho a 25 de julho
Gratuito

Sobre o SISEM-SP

O Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo (SEC), congrega e articula os museus paulistas, com o objetivo de promover a qualificação e o fortalecimento institucional em favor da preservação, pesquisa e difusão do acervo museológico do Estado. Se estrutura em torno de premissas de parceria e responsabilidades compartilhadas, em que as ações previstas para cada região administrativa são concebidas levando-se em conta o contexto, as demandas e as potencialidades locais. Ao todo, o sistema atua em cinco linhas de ação principais: articulação, apoio técnico, comunicação, formação e fomento. É coordenado pela Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa de São Paulo (UPPM/SCEC) por meio do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus (GTC SISEM-SP).

Sobre a ACAM Portinari

Fundada em 27 de novembro de 1996, a ACAM Portinari (Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari) administra quatro equipamentos culturais pertencentes ao Governo do Estado de São Paulo: Museu Casa de Portinari, em Brodowski, Museu Felícia Leirner e Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão, Museu H. P. Índia Vanuíre, em Tupã, e Museu das Culturas Indígenas, em São Paulo. Tem como principal objetivo o desenvolvimento da área cultural, particularmente a museológica, através da colaboração técnico-operacional e financeira. A associação dá subsídios que favorecem a qualificação das instituições como centros regionais de referência na área museológica e polos irradiadores das políticas públicas da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Além de administrar as instituições, a ACAM Portinari também apoia as ações do SISEM-SP (Sistema Estadual de Museus), que articula cerca de 415 instituições públicas e privadas, de 190 municípios.

Assessoria de impressa SISEM

Agência Galo
contato@agenciagalo.com