Vale do Ribeira tem projetos aprovados no ProAc após mutirão do SISEM-SP

Ação também resultou na aprovação de uma proposta do Vale do Paraíba

Dois projetos voltados ao Vale do Ribeira e um ao Vale do Paraíba foram aprovados no Edital nº 13/2020 de Modernização de museus, arquivos e acervos paulistas, do Programa de Ação Cultural Expresso (ProAC Expresso), após um trabalho de articulação com consórcios intermunicipais e profissionais do setor realizado pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Para incentivar as inscrições e auxiliar no alinhamento com proponentes, o SISEM-SP se articulou junto ao Consórcio de Desenvolvimento Intermunicipal do Vale do Ribeira e Litoral Sul (Codivar) e a grupo de profissionais egressos do curso de Mestrado em Museologia da Universidade de São Paulo (USP). Como os municípios não têm equipes técnicas para elaboração de projetos, principalmente, na área de museus, a ação preencheu essa lacuna ao unir pessoal capacitado para elaborar projetos e necessidades dos museus locais. Por meio do Codivar, o SISEM-SP se conectou a prefeitos e secretários municipais e tomou conhecimento de suas demandas, repassadas aos profissionais que formataram as propostas a serem inscritas no ProAC. “Tivemos três projetos resultantes dessa articulação entre municípios e profissionais proponentes que foram aprovados no ProAC. É um resultado positivo, que abre a perspectiva de reproduzirmos essa estratégia para todo o estado, beneficiando não só as instituições museais, como os profissionais de museus, que têm a chance de ampliar sua participação no mercado”, diz Davidson Kaseker, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP (GTC SISEM-SP).

Do Vale do Ribeira, foram aprovados os projetos “Memorial da imigração japonesa no Vale do Ribeira: culturas, memórias e territorialidades” (da Associação Cultural Nipo Brasileira de Registro) e “Modernização do Museu Histórico e Artístico de Cananéia Victor Sadowski: reorganização da expografia e salvaguarda de acervos” (de Leonardo da Silva Vieira). Do Vale do Paraíba, o projeto aprovado foi “O Museu Histórico e Pedagógico Conselheiro Rodrigues Alves: acervos, memórias e territórios” (da Tembetá Produções Artísticas Ltda, para o museu que se localiza em Guaratinguetá).

 “Para nós foi um grande ganho estreitar o relacionamento com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa, entendemos que o ambiente de consórcio é de colaboração, em que os dirigentes e os prefeitos dialogam para encontrar soluções para problemas comuns. E foi o que aconteceu. Com isso, ganhamos em escala, em eficiência e em qualidade. Esse case dos projetos museológicos é uma representação de que o trabalho colaborativo entre agentes públicos e agentes políticos em um ambiente consorciado resulta em um ganho em eficiência”, diz Wilber Rossini, que foi superintendente do Codivar até setembro de 2020 e acompanhou todo o processo do mutirão.

“Foi uma conquista muito grande para o SISEM-SP, para os museus e para os profissionais participantes. O desenvolvimento desse ‘mutirão museológico’ foi um passo importante, pois abriu novos caminhos de atuação do SISEM-SP”, afirma Kaseker.

RESULTADOS DO PROAC

Neste ano, o ProAC Expresso Editais teve valor recorde de R$ 58,28 milhões. O Edital 13/2020 prevê que no mínimo 50% do montante total dos recursos disponibilizados serão destinados a museus e/ou arquivos sediados fora da capital do Estado de São Paulo. Além disso, ao menos 50% dos projetos selecionados serão de proponentes ou de cooperados (em se tratando de Cooperativas) que não foram selecionados no Edital ProAC nº 13/2019. No caso do edital 14/2020, no mínimo 50% do montante total dos recursos disponibilizados para este concurso serão destinados a projetos de proponentes sediados ou domiciliados em municípios do Estado que não sejam a capital.

Edital nº 13/2020

Dos 101 projetos inscritos no edital de Modernização de museus, arquivos e acervos paulistas, foram selecionados 19, sendo contempladas ações em 10 instituições do interior e litoral do Estado, número superior ao exigido no Edital. O valor total de recursos é de R$ 1.900.000,00 e teto de R$ 100 mil por projeto selecionado. Cinco instituições estão na lista de suplentes e poderão ser convocadas respeitando os parâmetros específicos do Edital.

Confira os projetos contemplados, a lista de suplentes e a propostas não contempladas no edital 13/2020, clicando aqui.  

Edital nº 14/2020

Dos 23 projetos inscritos no edital de Registro inédito e licenciamento de conteúdo para visitação on-line a museus, arquivos e acervos (#CulturaEmCasa), foram selecionadas 14 propostas, sendo contemplados 11 projetos de proponentes do interior e litoral do Estado.

O valor total de recursos é de R$ 1 milhão e valor máximo de R$ 25 mil por projeto selecionado.

Confira os projetos selecionados no edital 14/2020, clicando aqui.

Fonte: SISEM-SP / ProAC Expresso