Museus de SP em defesa dos direitos humanos. Participe!

Inscreva-se, tenha acesso a todo material de comunicação e participe dos debates e práticas em torno do tema

Museus de todo Estado estão convidados a participar da terceira edição da campanha “Sonhar o Mundo”, que ocorre de 4 a 10 de dezembro, em celebração ao Dia Internacional dos Direitos Humanos (10/12). Com o tema “Solidariedade derrubando muros”, a iniciativa tem por objetivo unir os museus em torno de práticas em defesa dos direitos humanos, contra o preconceito e a favor da igualdade. A realização é da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo e Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP).

Para este ano, além dos museus da Secretaria, que desde a primeira edição envolvem-se com a campanha, instituições do interior e litoral também estão convidadas a participar. A intenção é mobilizar o maior número possível de museus para que a ação “Sonhar o Mundo” torne-se, cada vez mais, um marco na luta em favor dos direitos humanos no país. “A solidariedade tem papel fundamental para criar um senso de coletividade e acolher a diversidade entre os seres humanos como algo a ser celebrado”, observa o secretário da Cultura do Estado, José Luiz Penna.

As instituições interessadas em saber mais sobre a ação e terem acesso a todo material de comunicação da “Sonhar o Mundo” podem fazer isso clicando AQUI.

Para saber como inscrever a programação de sua instituição na ação “Sonhar o Mundo” clique AQUI.

Além disso, acompanhe o site da Secretaria da Cultura (www.cultura.sp.gov.br) e as postagens nas redes sociais pelas hashtags #SonharoMundo e #MundoSolidario para conferir mais detalhes da ação.

Sobre o Sonhar o Mundo

Realizada pela primeira vez de 8 a 12 de dezembro de 2015, a campanha “Sonhar o Mundo” busca articular os museus da Secretaria da Cultura em torno de ações ligadas aos Direitos Humanos, dando visibilidade ao tema a partir de programação cultural, educativa e de comunicação nas mídias sociais.

Exposições, debates, visitas educativas e oficinas, entre outras atividades foram realizadas com o objetivo provocar a reflexão e novos olhares sobre a diversidade cultural.

Fonte: SISEM-SP / SEC