SISEM-SP realizou webinar Museus e Sustentabilidade Econômica em 29 de julho

Atividade gratuita foi transmitida pelo canal do SISEM-SP no Youtube

Em continuidade à série de encontros sobre sustentabilidade, o Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, realizou, em 29 de julho, o webinar Museus e sustentabilidade econômica.

A live foi transmitida no canal do SISEM-SP no Youtube e contou com a participação de três convidados com atuação na área, além de permitir a participação do público por meio de questões encaminhadas pelo chat da plataforma.

A diretora do Museu Histórico de Limeira, Adriana Azzolina, abordou o tema do ponto de vista da gestão de instituições de pequeno e médio portes. A presidente do ICOM Brasil, Renata Motta, a partir de sua experiência no modelo de gestão de museus adotado em São Paulo por meio de parceria com Organizações Sociais de Cultura e com base na bagagem do próprio ICOM pautou as questões relativas à dinâmica dos museus de grande porte. Já o consultor Renato Musa, com base em sua vasta carreira profissional, abordou a gestão de museus a partir da ótica das políticas públicas de financiamento de museus. “Evidentemente, porém, os temas foram tratados transversalmente. A ideia foi abranger as questões econômicas de modo a considerar a diversidade de tipologias, estruturas e portes institucionais”, comentou Davidson Kaseker, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP (GTC/SISEM-SP), que mediou a conversa.

A pauta do encontro virtual integra as quatro temáticas a serem trabalhadas pelo SISEM-SP em uma série de debates mensais que, nos próximos meses, abordarão a sustentabilidade em museus em suas vertentes social e cultural. Em 5 de junho, Dia Internacional do Meio Ambiente, os participantes debateram a vertente ambiental.

Webinários

Com a série de encontros, que passaram a ser virtuais devido à pandemia de COVID-19, o SISEM-SP fomenta e compartilha as reflexões que a comunidade brasileira e internacional tem constituído em torno da sustentabilidade das instituições e processos museais com foco na apropriação deste campo de conhecimento. Em novembro do ano passado, em parceria com o Ibermuseus, o SISEM-SP realizou o seminário “Sustentabilidade em Museus: do conceito à prática”, com foco na atuação do Programa Ibermuseus no que tange ao ambiente institucional de cada país ibero-americano (leis, normas, instituições e políticas públicas) em interface com experiências em curso orientadas por conceitos e valores relacionados ao desenvolvimento sustentável. Em janeiro deste ano, foi realizado o seminário sobre o Marco Conceitual Comum em Sustentabilidade de Museus (MCCS), documento elaborado pelo programa Ibermuseus que materializa as discussões sobre o lugar estratégico dos museus como espaço de diálogo, debate e interação democrática e cidadã que instruem e potencializam o desenvolvimento sustentável no território local e regional, em sincronia com a ampla rede de atores das políticas públicas culturais, sociais e ambientais.

Participantes

Adriana Pessatte Azzolino – diretorado Museu Major José Levy Sobrinho e do Centro de Ciências e Cultura Professor Roberto Leite, vinculados à Secretaria da Cultura da Prefeitura Municipal de Limeira. Presidente de entidade cultural-ALLe, membro do CONDEPHALI-Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico de Limeira. Doutora em Comunicação (ECA/USP) e Mestre em Educação (FE/UNICAMP). Graduada em Ciências Políticas e Sociais (FESPSP) e em Comunicação Social: Publicidade e Propaganda/Marketing (ESPM-SP). Especialista em História e Cultura (UNIMEP) e Museografia e Patrimônio Cultural (Claretianos); Pós-doutorado na área de Comunicação (DMM/IA/UNICAMP), professora universitária há 34 anos, nas áreas de Administração, Sociologia, Antropologia, Teorias da Comunicação, Comunicação e Marketing e diretora acadêmica de Instituição de Ensino Superior. Coordenadora/gestora de cursos de graduação, coordenadora de pós-graduação. Editora e revisora de periódico científico, consultora-especialista do Conselho Estadual de Educação do Estado de São Paulo/CEE, avaliadora institucional e de graduação/BASIS/MEC/INEP há 21 anos. Consultora AdHoc da UNESCO para Avaliação de Projetos em Educação.

Renata Vieira da Motta – Presidente do ICOM Brasil (Conselho Internacional de Museus/Comitê Brasileiro. Doutora em Arquitetura e Urbanismo (USP) e Especialista em Gestão Pública (CLP – Centro de Liderança Pública). Foi professora da Escola da Cidade e professora convidada da pós-graduação lato sensu “Crítica e Curadoria” da PUC-SP. Atuou na área de museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, como diretora técnica do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e como coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM). Atualmente, é assessora técnica da Reitoria da USP para a área de museus e coleções, atuando principalmente, no projeto de restauro do Museu do Ipiranga.

Renato Musa – Graduado em Administração de Empresas pela EAESP-FGV, atua há mais de 20 anos na economia da Cultura. Desenvolveu o programa Casa da Juventude pela Secretaria Estadual de Juventude, Esportes e Lazer de São Paulo e, em seguida, implementou o Centro Cultural da Juventude, na Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, tendo sido o primeiro diretor de Programação. Na Secretaria Municipal de Cultura foi ainda diretor de Formação Cultural e Artística, responsável pela EMIA e pelos Programas Vocacional e PIÁ. Foi diretor financeiro e de negócios da Expomus e diretor-executivo da FLIP. É diretor do Instituto Hilda Hilst e diretor-executivo da consultoria R. Musa Responsabilidade Cultural.

Fonte: SISEM-SP