SISEM-SP: Selecionados os projetos do ProAC na área de museus

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), divulgou os 16 projetos de Difusão e Preservação de Acervos Museológicos aprovados no ProAC Editais. Ao todo, neste ano serão disponibilizados R$ 840 mil.

Este ano, 75% dos projetos contemplados são do Interior e do Litoral. Os 103 inscritos foram analisados por uma comissão formada por especialistas do setor. Os escolhidos devem obrigatoriamente oferecer contrapartidas, na forma, por exemplo, de exibições a preços populares ou gratuitas, dentre outras.

Os editais destinados aos museus foram lançados em 2012 e, desde então, R$ 6 milhões já foram distribuídos pelo governo estadual à qualificação do segmento.

“Foram contemplados projetos de diferentes regiões do Estado, com propostas diversas, todas relevantes e importantes para o setor. Nossa proposta é justamente essa: fortalecer os museus e instituições em todo Estado, para que eles sejam agentes vivos de educação, convívio e transformação social”, afirmou o diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), Davidson Kaseker, presidente da Comissão de Seleção do ProAC na área de Museus.

Os projetos de Preservação de Acervos Museológicos (ProAC nº 19/2017), contemplados com prêmios de R$ 75 mil cada,  encontram-se em fase de homologação e, em seguida, serão disponibilizados no site da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. São eles:

. “Inventário, adequação e modernização da exposição de longa duração da Casa Cultural Tonico e Tinoco” (em Salto);
. “Projeto de preservação do acervo museológico do Museu de Arte Sacra de Santos”;
. “Salvaguarda do acervo do Museu de Arte Primitiva de Assis”;
. “Conservação e restauração do acervo da Pinacoteca Municipal de Bauru;
. “Projeto de preservação da coleção de arte sobre o papel do Museu Osório César – Complexo Hospitalar Juquery” (em Franco da Rocha);
. “Aquisição de equipamentos para preparação do acervo do Museu de Paleontologia Pedro Candolo” (em Uchoa);
. “Digitalização, catalogação e inserção em um repositório digital das coleções Taunay e Aguirra” (em São Paulo);
. “Lopes de Leão no acervo do Museu de Belas Artes de São Paulo” (em São Paulo).

Já os aprovados na categoria Difusão de Acervos Museológicos (ProAC nº 18/2017) foram os projetos abaixo. Cada um deles receberá R$ 30 mil.

. “Minha Melhor Memória: programa de divulgação e ampliação do acervo de História Oral do Museu da Cidade” (em Sertãozinho);
. “Ouroeste 9 mil anos de história: Museu Arqueológico Água Vermelha (em Votuporanga);
. “Reformulação do folder Orla Cultural Museus” (em Santos);
. “Renovação da exposição de longa duração do Museu de Esportes de São José dos Campos”;
. “Projeto Kits Pedagógicos – Museu de História Natural Hortêncio Pereira da Silva Junior (em Itapira);
. “Projeto Trilhando Memórias – Histórias, espaços e a expansão da Estrada de Ferro Sorocabana” (em Campinas);
. “Exposição de longa duração: Sobre Vivências – Os últimos anos do Carandiru” (em São Paulo);
. “Conhecendo o HPV por dentro e por fora” (em São Paulo).

Fonte: SISEM-SP / SEC