SISEM-SP divulga programação do Encontro Paulista de Museus itinerante Oeste

Painéis sobre os eixos econômico, cultural, social e ambiental de sustentabilidade em museus e oficinas integram a agenda

Saiu a programação do maior evento itinerante do setor de museus paulistas. Nos dias 25 e 26 de maio, o Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, realizará o Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi) Oeste, que engloba a área das Representações Regionais de Bauru, Itapeva, Presidente Prudente e Dracena, Sorocaba, Vale do Paranapanema e Tupã e Marília.

Realizado em parceria com a organização social de cultura ACAM Portinari, todos os painéis e oficinas gratuitas acontecerão de forma on-line. Em breve, serão divulgadas as orientações e prazos de inscrições para o evento. Os painéis serão transmitidos on-line pelo canal do SISEM-SP no YouTube. As oficinas serão destinadas, mediante inscrições prévias, apenas aos profissionais e instituições da macrorregião atendida pelo EPMi Oeste. Haverá certificados de frequência para quem participar das oficinas.

Programação

No primeiro dia do EPMi Oeste, a transmissão ocorrerá por meio do canal do SISEM-SP no Youtube.

Dia 25 de maio

9h40 às 10h – Cerimônia de abertura com Sérgio Sá Leitão (secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo), Davidson Kaseker (diretor do Grupo Técnico de Coordenação do Sistema Estadual de Museus – GTC SISEM-SP) e Angelica Fabbri (diretora-executiva da Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari).

10h às 11h15 – Painel 1 – Museus e Sustentabilidade Econômica, com Rafael Barbi – Plano Museológico Participativo: Museu Tião Carreiro/Pardinho e Yuri Reis – Ampliação da oferta de atividades culturais com a integração de diversos equipamentos no Centro Cultural Matarazzo/Presidente Prudente. Mediação de Neide Barrocá Faccio (Representante Regional – RR Presidente Prudente e Dracena).

11h15 às 12h30 – Painel 2 – Museus e Sustentabilidade Social, com Elizete Maria Barro – Projeto de ressocialização de reeducandos por meio de ações nos museus de Bauru e Fernanda Morais – Programa de Integração Funcional e Capacitação das Equipes da Fundação Energia e Saneamento/Museus da Energia Itu, São Paulo e Salesópolis. Mediação de Célia Reis Camargo (Representante Regional – RR Vale do Paranapanema).

14h às 15h15 – Painel 3 – Museus e Sustentabilidade Ambiental, com Camila Alvares – Programa de Sustentabilidade: Jardim Botânico “Irmãos Villas-Bôas”/Sorocaba e Nilceu Bernardo – Recuperação do museu e prevenção contra enchentes: Museu Alexandre Chitto/Lençóis Paulista. Mediação de Leandro Dal Farra Topal (Representante Regional – RR Sorocaba).

15h15 às 16h30 – Painel 4 – Museus e Sustentabilidade Cultural, com Aline Zanatta – As Bordadeiras no Museu Republicano Convenção de Itu e Gessiara Goes e Lidiane Damaceno Krenak – Programa Saberes e fazeres indígenas / Projeto Identidade: MHP Índia Vanuíre/Tupã e Museu Akãm Orãm Krenak/Arco Íris. Mediação de Fábio Grossi (Representante Regional – RR Bauru).

Dia 26 de maio

O segundo dia do EPMi Oeste será de oficinas gratuitas, realizadas por meio do Google Meet.

Oficina 1 – “CEM-SP: Preenchimento de Instrumento de Qualificação Cadastral Básico (IQC)”, ministrado por Ana Carolina Xavier e Otávio Balaguer, da equipe ACAM Portinari de Apoio ao SISEM-SP.

A atividade tem por objetivo apresentar a Plataforma ADA a profissionais de museus que queiram iniciar ou concluir o preenchimento de um IQC Básico, submetendo sua instituição ao cadastramento no Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP).

As ações propostas demonstrarão as características técnicas do sistema e oferecerão dicas de preenchimento, salientando a autonomia e especificidade das instituições cadastrantes e seus profissionais. Para referenciar o processo, o Museu e Arquivo Histórico Prefeito Antonio Sandoval Netto (Presidente Prudente) foi a instituição laboratório selecionada com base em sua estrutura administrativa e tipologia de acervos.

Oficina 2 – “CEM-SP: Preenchimento de Instrumento de Qualificação Cadastral Básico (IQC)”, ministrado por Barbara Paulote e Michael Argento, da equipe ACAM Portinari de Apoio ao SISEM-SP. Instituição Laboratório: Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba.

Apresentar a Plataforma ADA a profissionais de museus que queiram iniciar ou concluir o preenchimento de um Instrumento de Qualificação Cadastral Básico, submetendo sua instituição ao cadastramento no CEM-SP também é o objetivo dessa oficina.

As atividades demonstrarão as características técnicas do sistema e oferecerão dicas de preenchimento, destacando a autonomia e especificidade das instituições cadastrantes e seus profissionais. A instituição laboratório selecionada para a oficina foi o Museu de Arte Contemporânea de Sorocaba.

Oficina 3 – “Além do improviso: planejar e surpreender-se. O método PES”, será ministrada por Davidson Kaseker e Luiz Palma (GTC SISEM-SP).

Durante a atividade, os participantes irão aprender e testar os conceitos básicos do Planejamento Estratégico Situacional (PES). Trata-se de uma oficina de aprendizagem mútua aberta à criatividade. Com a participação dos presentes, serão elencados problemas afetos às várias dimensões de gestão de um museu. Com o problema que o grupo julgar o mais importante e prioritário, os ministrantes da oficina descreverão suas causas e consequências, apontando caminhos possíveis para a mitigação ou superação. A atividade é aberta a profissionais, pesquisadores e estudantes de museus da região abrangida pelo evento.

EPMi

A ideia de criar a versão itinerante do Encontro Paulista de Museus (EPM), realizado sempre na Capital, surgiu após a análise dos dados sobre as inscrições nos EPM de 2011 a 2017.  Foi observado que do total de inscritos, 65% eram da Região Metropolitana de São Paulo. Assim, para atingir um público de profissionais de forma mais abrangente, em termos geográficos, o EPMi foi criado.

Desde então, ficou definido que o EPMi será realizado nas macrorregiões em anos ímpares e nos anos pares, acontecerá o EPM, em São Paulo (Capital). A primeira edição do EPMi foi realizada em seis macrorregiões paulistas ao longo de 2019.

Neste ano, serão quatro edições de dois dias de atividades, contemplando as seguintes regiões:

EPMi Oeste (25 e 26 de maio) – RR Bauru, RR Itapeva, RR Presidente Prudente, RR Sorocaba, RR Tupã e Marília e RR Vale do Paranapanema;

EPMi Centro (15 e 16 de junho) – RR Barretos, RR Central, RR Franca, RR Noroeste, RR São José do Rio Pardo, RR São José do Rio Preto, RR Ribeirão Preto;

EPMi Metropolitana de São Paulo (a definir) – RR ABCD, RR Alto Tietê, RR Capital, RR Campinas, RR Circuito das Águas, RR Oeste SP, e RR Piracicaba;

EPMi Vale e Litoral (a definir) – RR Baixada Santista, RR Litoral Norte, RR, Vale do Paraíba, RR Vale do Ribeira.