SISEM-SP celebra sucesso das ações e parcerias culturais em 2015

Somando 30 anos de atuação, instância dedica-se à articulação dos museus e dos profissionais do Estado capacitando e fomentando a preservação e comunicação do patrimônio museológico paulista

O balanço anual de realizações do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), criado em 1986 pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, aponta para resultados que justificam a celebração de mais um ano de atuação e sucesso no cenário museológico estadual. Vinculado à Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico, o órgão articula a rede de museus paulistas, incluindo instituições federais, estaduais e municipais, e ainda de natureza privada, com o objetivo de promover o desenvolvimento e o fortalecimento institucional.

Em 2015, entre as principais iniciativas, o SISEM itinerou 43 exposições por 36 municípios paulistas. No eixo de formação, o curso a distância (EAD) de Introdução ao Trabalho em Museus, realizado em parceria com a Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari) e a Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), registrou 88 inscrições, superando as 50 vagas disponíveis.

Já em parceria com outras Organizações Sociais de Cultura, como a Associação dos Amigos do Museu dos Cafés do Brasil, Organização Social de Cultura, foram realizadas 49 ações de formação, entre cursos, oficinas e palestras, 10 estágios técnicos e 11 assistências técnicas.

Dentre as atividades realizadas, destaca-se a montagem da exposição “Sinais. Heranças e Andanças”, desenvolvida por meio de curadoria coletiva, que circulou por cinco cidades da região sudoeste paulista. A iniciativa integrou ações de formação, articulação e comunicação, que beneficiaram profissionais de oito municípios. Com grande sucesso de público, a mostra também repercutiu nos principais veículos de comunicação do Estado.

Neste ano, a 7ª edição do Encontro Paulista de Museus (EPM), realizada no mês de junho pelo o SISEM-SP em parceria com a ACAM Portinari, recebeu 1.211 inscrições de profissionais de todo o Estado. Uma das novidades foi a criação de uma comissão consultiva responsável pela montagem de conteúdo da programação que reuniu representantes de instituições nacionais e internacionais, como o Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), Icom Brasil (Conselho Internacional de Museologia), Corem 4ª Região (Conselho Regional de Museologia), PPGMUS-USP (Programa de Pós Graduação em Museologia da Universidade de São Paulo), Acervos Artísticos dos Palácios e o British Council, Conselho de Orientação do SISEM (COSISEM), além dos Representantes Regionais. No evento, realizado em junho, houve o lançamento de publicações técnicas, como o manual prático “Como Gerir um Museu”, editado pela Secretaria de Cultura do Estado em parceria com o Icom/Unesco.

Foi dado continuidade, ao longo do ano, ao trabalho de elaboração de metodologia para o Cadastro Estadual de Museus, iniciativa prevista no próprio decreto de criação do SISEM-SP em 1986, tendo sido realizadas cinco consultas públicas envolvendo gestores e profissionais de museus de todo o Estado de São Paulo, com o objetivo de recolher contribuições de diversos setores para a definição de parâmetros para o cadastramento.

Em mapeamento realizado em 2010, foram listadas pelo SISEM-SP 415 instituições museológicas, públicas e privadas, em 190 municípios paulistas. Com o cadastramento, cada museu receberá o reconhecimento de sua qualificação. “O processo de construção colaborativa da metodologia a ser adotada para a implantação do Cadastro Estadual de Museus vai assegurar um grande avanço no aperfeiçoamento desta importante ferramenta de política pública para o setor museológico paulista”, explica o diretor do SISEM-SP, Davidson Kaseker. O lançamento do Cadastro Estadual de Museus de São Paulo está previsto para junho próximo, durante o 8EPM.

Para fechar o período com mais uma ótima notícia, durante 2015 o website do SISEM-SP teve 467.679 acessos, originários de 104 países. Resultados que comprovam a excelência do conteúdo compartilhado no site, contribuindo para torná-lo um dos principais veículos dedicados a informações da área museológica no país.  

S3