Secretaria de Cultura e Economia Criativa determina medidas de prevenção ao coronavírus em espaços culturais do Estado

Neste momento, atividades estão mantidas; museus, bibliotecas e demais instituições deverão disponibilizar álcool gel e orientações oficiais aos visitantes e funcionários

Sob orientação do Centro de Contingência do Governo do Estado, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa determinou a todas as instituições culturais ligadas à Pasta que cumpram medidas imediatas de prevenção ao novo coronavírus (COVID-19).

Os museus, bibliotecas, teatros, auditórios e centros culturais e de formação deverão disponibilizar álcool gel e lenços descartáveis gratuitos em locais de circulação de público, afixar cartazes com as orientações do Governo do Estado, distribuir flyers com recomendações, apresentar o vídeo oficial da campanha de combate ao coronavírus e oferecer orientações a funcionários e frequentadores que apresentem sintomas.

Neste final de semana, as atividades culturais acontecerão como previsto, com a exceção dos concertos na Sala São Paulo e da Virada SP no município de Salto, adiada em decisão conjunta com a Prefeitura. A medida integra o esforço conjunto de prevenção e combate ao coronavírus. Serão mantidos o funcionamento e a programação das instituições e espaços culturais, limitando a permanência de no máximo 500 pessoas por vez em cada atividade. Quando não for viável restringir o público a 500 pessoas ou menos, a atividade deverá ser adiada.

“Não é uma decisão de ordem política, o instinto de um governador ou uma medida de ordem administrativa. É de ordem sanitária e de saúde pública. Com o devido cuidado para não levar pânico nem antecipar processos, porque os efeitos são extremamente nocivos para a vida das pessoas e para a economia de uma região ou país. Temos que tratar isso com bom senso, equilíbrio e avaliações diárias”, disse hoje o Governador João Doria em entrevista coletiva. “Não é razoável paralisar, de maneira precipitada, um estado com quase 46 milhões de habitantes”, completou o Governador.

“Todas as decisões estão sendo tomadas por uma comissão de especialistas e pelo Governador. Nós estamos participando dessas discussões, apresentando as informações relacionadas à área cultural. É fundamental que tenhamos uma posição de racionalidade e equilíbrio. A determinação hoje é de que não há razão, do ponto de vista da saúde pública, para que os espaços da Secretaria sejam fechados ou os eventos cancelados”, explicou o Secretário Sérgio Sá Leitão. “Estamos tomando as providências necessárias para orientar o público e prevenir a disseminação do coronavírus.”

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa mantém comunicação constante com o Centro de Contingência e orientará imediatamente as Organizações Sociais responsáveis pela gestão dos espaços culturais, eventos e programas caso haja qualquer nova orientação.

IBRAM

O Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) também atua junto às instituições sobre as medidas de precaução ao Coronavírus. Além disso, o IBRAM ressalta que as fontes oficiais de informação do Governo Federal divulgam dados qualificados e baseados em evidências capazes de dirimir dúvidas e combater eventuais equívocos sobre o assunto.

Para isso, orienta a todos que façam o download do aplicativo Coronavírus SUS para a obtenção de informações verdadeiras e atualizadas sobre o Coronavírus no Google Play e Apple Store.

Fonte: Sec. de Cultura e IBRAM