São José dos Campos recebeu pela primeira vez o Encontro Paulista de Museus itinerante

Evento gratuito aconteceu no Sesc e contou com atividades relacionadas à gestão, governança, infraestrutura e segurança em museus

Nos dias 27 e 28 de novembro, São José dos Campos recebeu pela primeira vez o Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi), evento gratuito realizado pelo Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, e pela ACAM Portinari Organização Social de Cultura. Conferências, painéis e oficinas relacionadas à gestão, governança, infraestrutura e segurança em museus fizeram parte da programação do Encontro, que ocorreu no Sesc.

 “Depois de dez anos ininterruptos de sucesso na Capital, decidimos ampliar o alcance do Encontro Paulista de Museus, tornando o evento itinerante e, assim, capaz de atender a todas as regiões paulistas. Isso fortalece a articulação do SISEM-SP com os museus e facilita o acesso das pequenas e médias instituições às políticas públicas e ferramentas de qualificação, como o Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP)”, observa o diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP, Davidson Kaseker.

A agenda de debates e troca de experiências teve início com a conferência “Gestão Museológica: Propósitos, Parâmetros e Práticas”, proferida pela diretora-executiva da ACAM Portinari, Angelica Fabbri.

Em seguida, foram apresentados dois painéis. O primeiro, “Infraestrutura e segurança”, teve mediação de Beatriz Royer (Representante Regional do SISEM-SP para a Baixada Santista) e participação de Lucas Melo Ferreira e Marcia Egas (Museu de Arte Sacra de Santos), Lúcia Helena (Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande) e Hawiza Banheza (Museu de Arte e Cultura de Caraguatatuba).

O painel “Gestão e governança”, com mediação de Beatriz Royer (Representante Regional do SISEM-SP para a Baixada Santista) contou com os participantes Thaís Moron (Museu de Pesca), Marina Silveira (Museu Felícia Leirner) e Diana Poepcke (Museu de São Luís do Paraitinga/Casa Osvaldo Cruz).

Oficinas

O segundo e último dia do EPMi Vale do Paraíba e Litoral foi dedicado a três oficinas gratuitas, todas das 9h30 às 17h. Cada uma delas ofereceu 30 vagas.

Veja quais foram as oficinas:

“Rotinas de manutenção em museus”, com Denis de Blasis (Fundação Energia e Saneamento), apresentou a importância da manutenção preventiva e permanente das edificações onde funcionam os museus, compreendendo os diferentes tipos de ações que são realizadas e o planejamento necessário para que ocorram de forma correta e segura.

A oficina CEM-SP: gestão de segurança de acervo, com Michael Argento e Otávio Balaguer, ambos da equipe ACAM Portinari, apresentou o Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) e seus parâmetros, tendo como ênfase os itens que dizem respeito, diretamente, à segurança dos acervos.

O consultor André Fonseca comandou a atividade “O design de experiência como estratégia de aproximação dos públicos”, criada a partir de um cenário em que a era digital vem alterando significativamente os modos de desenvolvimento de uma ação cultural e os comportamentos e hábitos dos públicos, cada vez menos espectadores e mais cocriadores. Dentro desse cenário, a questão da “experiência” torna-se fundamental para se pensar a comunicação e as relações com o público.

EPMi

O EPMi percorreu, ao longo do ano, seis macrorregiões paulistas para debater assuntos relacionados a infraestrutura, segurança, gestão e governança de museus – todos temas fundamentais para os museus interessados em se qualificarem por meio do Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP).

SERVIÇO

Encontro Paulista de Museus itinerante (EPMi Vale do Paraíba e Litoral)

Quando: 27 e 28 de novembro

Onde: SESC São José dos Campos

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 999 – Jardim São Dimas – São José dos Campos/SP

Gratuito

Fonte: SISEM-SP