RETROSPECTIVA: PROTOCOLOS PARA A REABERTURA SEGURA DOS MUSEUS PAULISTAS

O Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, elaborou um documento disponibilizado em seu site contendo recomendações de protocolos para a reabertura gradual e segura das instituições museológicas públicas ou privadas do Estado, em sintonia com o Plano SP de prevenção ao contágio da COVID-19.

O objetivo foi orientar as instituições a se prepararem para a reabertura gradual com informações de boas práticas, de forma a garantir um ambiente seguro para a saúde dos colaboradores e visitantes. “À medida que as regiões do estado avançam de fase, segundo o Plano São Paulo, e os museus podem voltar a receber o público presencialmente, é preciso que essas instituições revisem e atualizem seus protocolos de segurança sanitária para reabrirem adequadamente”, disse Davidson Kaseker, à época, diretor do Grupo Técnico de Coordenação do SISEM-SP.

O documento, que se alinha às recomendações do Conselho Internacional de Museus (ICOM) e do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), possui diretrizes específicas para o setor de museus no que se refere ao distanciamento social, trabalho presencial e home-office, limpeza e higienização do ambiente, higiene pessoal, monitoramento de medidas sanitárias e orientação de público/usuários e funcionários, além de protocolos específicos para áreas técnicas, para exposições e para cursos e oficinas.

O SISEM-SP também orientou que as recomendações constantes nos protocolos gerais previstas pelo Plano São Paulo deveriam ser respeitadas integralmente, assim como as medidas complementares adotadas por autoridades municipais. “A reabertura dos equipamentos de cultura e, em especial dos museus, tem papel fundamental no restabelecimento da vida das pessoas e do convívio social”, finalizou Kaseker.

Confira o documento na íntegra clicando aqui.

Fonte: SISEM-SP