Retrospectiva: audiência pública consolida diretrizes da Política SP de Museus e Sustentabilidade

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, por meio da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM/SEC) e do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), realizou em 10 de novembro, uma Audiência Pública virtual sobre a Política SP de Museus e Sustentabilidade.

Transmitida pelo canal do SISEM-SP no Youtube, a audiência teve como intuito a discussão e consolidação das diretrizes de gestão de museus paulistas para a sustentabilidade. Depois de 30 dias de consulta pública realizada on-line, as principais sugestões apresentadas ao documento-base foram incorporadas ao documento que, posteriormente, foi submetido à aprovação final do Conselho de Orientação do Sistema Estadual de Museus (COSISEM-SP) e referendado pelo titular da Pasta, por meio de Resolução da Secretaria de Cultura e Economia Criativa.

Compuseram a mesa da audiência pública Ricardo Caram (representando o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM), Vera Mangas (vice-presidente do Comitê Brasileiro do ICOM – ICOM Brasil), Hugo Piñeda (representando o Ibermuseus), Rita de Cássia Mattos (presidente do Conselho Federal de Museologia – COFEM), Maria Fernanda Curado Coelho (representante do Conselho Regional de Museologia 4ª Região – COREM 4R), Davidson Kaseker (à época, diretor do SISEM-SP), que presidiu os trabalhos e Paula Paiva Ferreira (Coordenadora da UPPM/SEC).

A sala virtual da audiência registrou a presença de 30 participantes: Representação Regional do SISEM-SP de Ribeirão Preto e da Capital, Prefeitura Municipal de Américo Brasiliense; Força Aérea Brasileira; Centro de Documentação, Memória e Educação Madre Francisca Peeters – Colégio Santo André (Jaboticabal); Centro de Memória do Instituto Butantan; Fundação Florestal Museu do Eucalipto; Museus de Itapira; Museu de Arte Sacra de São Paulo; Pinacoteca de São Paulo, Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre; Museu de História Natural de Cravinhos; Museu Catavento, Museu Casa de Portinari, Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida, Casa Mário de Andrade, Museu do Futebol e Museu da Língua Portuguesa, entre outros.

A live da audiência pode ser vista aqui:

Após a abertura dos trabalhos e a composição da mesa, foram apresentados os objetivos e as normas que regeram a sessão, bem como os motivos de sua realização, que era a ratificação da Política SP de Museus e Sustentabilidade. Em seguida, os integrantes da sala da audiência tiveram a oportunidade de se manifestar e debater sobre o tema e suas diretrizes para, na sequência, serem feitas as considerações finais e o encerramento da sessão.

Fonte: SISEM-SP