OFICINA DE FORMAÇÃO PARA OS MUSEUS HISTÓRICOS E PEDAGÓGICOS ALCANÇA PÚBLICO DE VÁRIOS ESTADOS

Aconteceu, no último mês, a oficina “Criação de Projeto de Estudo de Público em Museus: da teoria à prática”. A segunda etapa de formação foi destinada especialmente às equipes de Museus Históricos e Pedagógicos (MHP) – o projeto tem-se revelado um verdadeiro sucesso, recebendo grande público e contando com participantes para além dos profissionais do estado de São Paulo.

De forma a garantir a continuidade de um ciclo de ações, iniciadas no ano de 2021, voltadas à qualificação de profissionais atuantes na Rede de Museus Históricos e Pedagógicos e instituições afins, a proposta da oficina “Criação de Projeto de Estudo de Público em Museus: da teoria à prática” foi convidar o profissional de museu a pensar acerca do público presente nos espaços em que atua e identificar as estratégias para consolidar um programa de estudo de público na instituição.

A primeira etapa dessa ação, realizada no 1° semestre de 2022. com a temática “Formação e operacionalização de atividades educativas coordenadas’, surgiu em decorrência de pesquisa aplicada aos profissionais dessas instituições, durante a 2ª Roda de Conversa com Museu Históricos e Pedagógicos, em 2021, quando a maioria respondeu que gostaria de participar de atividades formativas relativas às nuances do trabalho educativo em museus. 

A oficina “Criação de Projeto de Estudo de Público em Museus: da teoria à prática” foi a segunda etapa de formação tutoreada pela especialista Fernanda Morais. Realizada virtualmente por meio da Plataforma Google Meet, contando com 119 profissionais inscritos. A ação teve como objetivo central oferecer capacitação a profissionais provenientes de Museus Históricos e Pedagógicos, assim como, demais trabalhadores que atuam em instituições museológicas com proporções e realidade de gestão correlatas a essa rede de museus, de forma a promover o encontro, formação e articulação destes profissionais. 

Para além do público paulista, a ação contou com a participação de profissionais provenientes de diversas regiões do país: Brasília (DF), Cachoeira (BA), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Londrina (PR), Niterói (RJ), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e Uberlândia (MG).