Museus do Governo do Estado abordam o preconceito em atividades sobre os Direitos Humanos

5.Campanha Sonharomundo

Com o tema Enfrentando nossos preconceitos, a ação #Sonharomundo contará com programação especial nos museus da Secretaria da Cultura; postagens com a hashtag #XôPreconceito convidarão visitantes e internautas a debater o tema.

Pelo segundo ano, os museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo se mobilizam em torno de temas relacionados aos Direitos Humanos e realizam, entre os dias 5 e 11 de dezembro, a ação “Sonhar o Mundo”. Com programação específica e campanha nas mídias sociais, a iniciativa parte da premissa de que os museus também devem atuar como instrumentos de transformação social, contribuindo com o respeito à diversidade cultural e combatendo preconceito, discriminação e violência.

A ação, que conta com o apoio da Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria Estadual da Justiça e da Defesa da Cidadania e também da Comissão da Diversidade Sexual da OAB/SP,ocorre ao longo da semana que inclui o Dia Internacional dos Direitos Humanos (10 de dezembro) e envolve, em especial, cinco museus da Secretaria da Cultura do Estadocom temas ligados aos Direitos Humanos: Memorial da Resistência, Museu da Diversidade Sexual, Museu Afro Brasil, Museu da Imigração e Museu Índia Vanuíre (em Tupã, interior de São Paulo).

O tema de 2016, Enfrentando nossos preconceitos, é explicado por Renata Motta, Coordenadora de Museus da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo: “O preconceito está presente nos mais variados contextos. Precisa ser não apenas identificado, mas também compreendido e discutido em espaços de diálogo e memória, como são os museus. Isso permite a construção de relações sociais com mais respeito à diversidade.”

Para abordar o tema central nas mídias sociais, os 19 museus da Secretaria da Cultura irão publicar postagens com a hashtag #XôPreconceito, com frases de música ou literatura, vídeos produzidos com visitantes ou funcionários do museu, imagens do acervo que remetem ao tema, entre outros conteúdos. Os internautas também serão estimulados a postar suas histórias pessoais, de como sofreram ou causaram discriminação e o que fizeram para enfrentá-la.

Acompanhe a programação completa no hotsite criado especialmente para a campanhahttp://www.cultura.sp.gov.br/sonharomundo/index.html e pela plataforma SP Estado da Cultura, que reúne eventos em todo o estado – http://estadodacultura.sp.gov.br ou nas redes sociais através das hashtags #sonharomundo e #Xôpreconceito. 

 
Fonte: Assessoria de imprensa | SEC
Imagem: divulgação