Museus da Secretaria de Cultura registram mais de 15 milhões de visitantes virtuais em 2020

Pinacoteca, Museu da Diversidade Sexual e MIS foram os espaços mais acessados

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (SEC) anunciou o número de visitantes virtuais e presenciais dos museus do estado de São Paulo. Foram 15.273.380 de visitas no formato on-line e 1.046.129 de público presencial.  Os dados são da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM) da SEC.

Dos 20 museus do Estado, a Pinacoteca, o Museu da Diversidade Sexual, o Museu da Imagem e do Som, o Museu da Imigração e o Museu Afro Brasil, todos situados na capital, tiveram maior número de acessos com 4.040.181, 2.368.928, 1.989.110, 1.385.799 e 899.989 entradas pela internet respectivamente.

Mesmo fechado para o público desde o final de 2015, quando foi atingido por um incêndio, o Museu da Língua Portuguesa ficou em 11º lugar, com 277.757  acessos.

A UPPM levou em conta quatro critérios para o levantamento dos números de visitantes virtuais – acesso aos sites, engajamentos nas mídias sociais, visualizações de conteúdo online e participação em ações virtuais dos museus.

O fechamento dos museus imposto pelo isolamento social da pandemia, e principalmente a qualidade das exposições e demais atividades oferecidas pelas instituições foram as razões apontadas pela pasta para o alto índice de visitas virtuais.

“Disponibilizamos todos os nossos conteúdos para o meio digital para que as pessoas pudessem continuar tendo acesso a arte de qualidade em suas casas’, afirmou o secretário de Cultura Sérgio Sá Leitão.  “O período de isolamento social serviu para mostrar o quanto a arte, a cultura e a economia criativa são importantes e colaboram para a saúde física e mental das pessoas”, concluiu.

Com público presente, o campeão de audiência, com 197.353 pessoas, foi o MIS Experience, que recebeu, no último dia 19, o prêmio da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) com a mostra Leonardo Da Vinci – 500 anos de um Gênio. Na sequência, as instituições mais visitadas foram o Museu Catavento (154.967), a Pinacoteca (148.436) e o Museu do Café (135.732) de Santos (litoral de SP), este último, o único localizado fora da capital.

A UPPM levantou ainda as ações realizadas pelo Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), também instância da SEC. Em 2020, as ações virtuais do sistema alcançaram 393.782 visitas virtuais.

Lista de público virtual: 15.273.380 (20 museus)

Pinacoteca: 4.040.181

Museu da Diversidade Sexual – MDS: 2.368.928

Museu da Imagem e do Som – 1.989.110  

Museu da Imigração 1.385.799 

Museu Afro Brasil:  899.989 

Museu Catavento: 801.841

Museu do Futebol: 799.245

Museu Casa de Portinari (Brodowski): 459.688

Museu da Casa Brasileira: 437.337

Museu de Arte Sacra: 318.840

Museu da Língua Portuguesa: 277.757

Museu do Café (Santos): 268.320

Casa das Rosas: 249.836

MIS Experience: 251.324

Museu Felícia Leirner (Campos do Jordão): 219.339

Museu Índia Vanuíre (Tupã): 160.612

Memorial da Resistência: 144.618

Casa Guilherme de Almeida: 82.850

Paço das Artes: 79.726

Casa Mário de Andrade: 38.040

Público presencial: 1.048.357  (18 museus)

MIS Experience: 197.353

Museu Catavento: 157.245

Pinacoteca do Estado: 148.436 

Museu do Café (Santos): 135.732 

Casa das Rosas: 91.991

Museu do Futebol: 66.230

Museu da Imagem e do Som: 65.645

 Museu Felícia Leirner (Campos do Jordão): 35.841

Museu da Imigração: 31.791

Museu da Casa Brasileira: 31.104

Museu Afro Brasil: 26.794

Memorial da Resistência: 15.412

Museu Casa de Portinari (Brodowski): 13.526

Paço das Artes: 13.004

Museu de Arte Sacra: 12.715

Museu Índia Vanuíre (Tupã): 3.480

Casa Guilherme de Almeida: 1.123

Casa Mário de Andrade: 935

Fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo