Japan House traz palestra ICOM Kyoto 2019: a participação brasileira e os debates sobre a nova definição de museu

Para repercutir a Conferência Geral do ICOM 2019 (Conselho Internacional de Museus), que aconteceu em Kyoto, no Japão, em setembro, a Japan House São Paulo e o ICOM Brasil promovem no dia 15 de outubro, às 18h, um evento com membros do comitê do ICOM Brasil, que trarão um panorama geral sobre o encontro. Aberta e gratuita, a palestra “ICOM Kyoto 2019: a participação brasileira e os debates sobre a nova definição de museu”, contará com Renata Vieira da Motta (Presidente ICOM Brasil); Carlos Roberto Ferreira Brandão (Membro do Comitê Executivo do ICOM); Mila Chiovatto (Presidente do CECA 2016-2019) e Bruno Brulon (Presidente do ICOFOM 2019-2022).

Na ocasião, os quatros palestrantes compartilharão as principais questões levantadas em Kyoto, na Conferência Geral que teve como tema central “Museus como Hubs Culturais: o Futuro da Tradição”, seguido de uma conversa com outros membros da delegação brasileira e o público presente. Este evento dá continuidade a uma ação realizada em fevereiro de 2019, quando a Japan House São Paulo e o ICOM Brasil promoveram sessões de palestras sobre os museus japoneses na atualidade e a Conferência Geral do ICOM.

Para Renata, será um encontro para que a delegação brasileira que esteve em Kyoto apresente um pouco os trabalhos realizados com foco principal na questão dos debates em torno da definição de museu. De acordo com ela, a definição de museu é proposta pelo ICOM internacionalmente e, nesse momento, “o que se discute é uma atualização bastante grande em termos de paradigma dessa definição e que, portanto, gerou muitos debates favoráveis e contra durante a conferência, em que ficou definida a prorrogação dos debates sobre o assunto, ou seja, os debates em torno da nova definição de museu continuarão no decorrer dos próximos meses até a assembleia geral do ICOM, que acontece anualmente, em Paris, no mês de junho”. A presidente do ICOM Brasil explique que agora, os comitês nacionais têm a tarefa de fazer a discussão em cada um dos seus países de forma a trazer essas diferentes visões que, depois, serão consolidadas no debate final para essa nova proposição. “A ideia é que no dia 15, na Japan House, possamos apresentar um pouco das premissas dessa nova definição, que procura trazer aspectos de atualização dos museus no mundo contemporâneo e propor um pouco uma metodologia e debates no Brasil”, afirma Renata.

O ICOM é uma organização criada em 1946 que reúne profissionais de museus de todo o mundo, estruturada em comitês nacionais e temáticos. Promove, entre outras iniciativas, uma Conferência Geral a cada três anos, para a discussão de temas de interesse global, visando o aprimoramento da atuação dos museus.

SERVIÇO

Palestra “ICOM Kyoto 2019: a participação brasileira e os debates sobre a nova definição de museu”
Quando
: 15 de outubro, às 18h
Local: JAPAN HOUSE São Paulo (Avenida Paulista, 52)
Entrada gratuita
Senhas disponíveis na recepção uma hora antes da palestra