Palestra on-line aborda o Programa de Acessibilidade do Museu de Arte Sacra de SP

O Programa de Acessibilidade do Museu de Arte Sacra de São Paulo é o tema da palestra on-line que será realizada no dia 09 de novembro, das 16h às 17h, via Google Meet. O evento é uma parceria com o Sistema Estadual de Museus de São Paulo, instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado.

A participação é gratuita, os inscritos receberão o link de acesso por e-mail.

Ministrado por Anderson Shimamoto, profissional responsável pelo Programa de Acessibilidade para Pessoas com Deficiência, a palestra abordará o atendimento do visitante com deficiência no Museu de Arte Sacra de São Paulo, os recursos e métodos adotados para estimular a percepção, a imaginação e a observação.

Desde 2009, o MAS-SP, baseando-se nos princípios do desenho universal e em três dimensões da acessibilidade: atitudinal, metodológica e comunicacional, desenvolve roteiros a partir de materiais de apoio, maquetes, jogos e contações de história que estimulam a percepção do acervo de maneira lúdica, crítica e reflexiva para que os públicos infantil, jovem, adulto, idoso, pessoa com deficiência e em vulnerabilidade social sintam-se pertencentes ao local.

Estas ações são multiplicadas em encontros para professores, estudantes e profissionais de turismo além da participação plena na Virada Inclusiva, Mostra de Museus e oficinas sazonais para o público espontâneo. Recentemente, por meio de ações on-line, o público virtual também pode conhecer o museu de forma acessível.

Anderson Shimamoto

Responsável pelo Programa de Acessibilidade para Pessoas com Deficiência. Graduado em artes, começou a trabalhar no Museu de Arte Sacra de São Paulo em 2009. Durante doze anos dedicou-se ao estudo sobre a Pessoa com Deficiência, Língua Brasileira de Sinais, Audiodescrição. Participou visitas técnicas sobre métodos de mediação em outras instituições em São Paulo, Rio de Janeiro, Londres, Paris e Madrid, vivências que contribuíram para a criação do Programa de Acessibilidade no MAS-SP.

Fonte: Museu de Arte Sacra de São Paulo