Inscrições: curso Como planejar as experiências para públicos de espaços culturais

Tema que ganhou ainda mais relevância com a pandemia, o design de experiências para os públicos será abordado pelo consultor e pesquisador André Fonseca

Estão abertas as inscrições para o curso on-line “Como planejar as experiências para os públicos de espaços culturais”, ministrado pelo consultor e pesquisador André Fonseca nos dias 03 e 04 de março, das 19h30 às 22h. Realizado em parceria com o Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP) instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, a atividade é voltada a profissionais da área cultural que atuem (ou tenham interesse em atuar) com espaços e instituições (públicos ou privados, independentes ou não), profissionais de gestão ou produção cultural e interessados em geral pelo tema. Os interessados podem efetuar sua inscrição até o dia 1º de março, basta clicar aqui.

“Temos falado cada vez mais nas experiências oferecidas aos públicos. A questão cresce em importância, pois se mostrou uma necessidade estratégica fundamental para os espaços culturais (e não somente eles) que quiserem se manter relevantes para seus públicos, estabelecer conexões verdadeiras e a longo prazo com eles e atingir novas pessoas. A soma das experiências que os espaços conseguem proporcionar é que definirá se os públicos continuarão engajados com esse local ou se afastarão”, explica Fonseca.

De acordo com ele, o tema ficou ainda mais relevante com a pandemia, que acelerou a tendência de os espaços saberem oferecer também boas experiências digitais. “Para o pós-pandemia, sabemos que as experiências híbridas (que misturam o presencial e o on-line) se consolidarão. Montei este curso como uma introdução ao tema. Ele é totalmente prático e cheio de exemplos. Vou mostrar os diversos fatores que geram as experiências, como elas podem aproximar ou afastar os públicos, e como elas são essenciais para ampliação de públicos e para se conseguir uma aproximação com grupos minorizados (como pessoas negras, LGBTs e pessoas com deficiência). Mostrarei ainda como um espaço cultural pode planejar (ou melhorar) as experiências para os seus públicos”, diz o pesquisador.

Será emitido um certificado de participação para quem estiver presente nos dois encontros do curso.

Programação

Dia 03/03

O que são as experiências dos públicos com os espaços culturais?

Era digital: os novos comportamentos e hábitos de consumo cultural dos públicos e os novos papeis dos espaços culturais. Experiências online: as tendências trazidas pela pandemia e o que já se espera para o pós-pandemia. Os fatores que compõem as experiências, como: identificação, conexão emocional, comunicação (escrita e visual), percepção de valor, atendimento, ambientação, diversidade, equipes e acessibilidade. Tempo final para esclarecimento de dúvidas e trocas com a turma.

Dia 04/03

Como planejar as experiências para os públicos de espaços culturais?

Ferramentas para identificação dos perfis de públicos e de suas necessidades e interesses. Mapeamento dos pontos de interação dos públicos com o espaço. Design de experiências a partir da jornada de consumo dos públicos do espaço. Tempo final para esclarecimento de dúvidas e trocas com a turma.

André Fonseca

Profissional independente que pensa, trabalha e pesquisa as relações entre comunicação, cultura e diversidade. Ajuda pessoas, marcas e espaços a se conectarem melhor e de modo mais inclusivo com seus públicos, por meio de consultorias, ações de formação e mentorias. Graduado em comunicação social com habilitação em marketing pela ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing e pós-graduado em Cooperação e Gestão Cultural Internacional pela Universidade de Barcelona. Foi ministrante da pós-graduação à distância do Senac Gestão cultural: cultura, desenvolvimento e mercado (2015-2019) e orientador de projetos integrados na pós-graduação Cultura, Educação e Relações Étnico-Raciais, do CELACC USP (2020). Desenvolveu um estudo sobre públicos para o Centro de Referência da Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (2018/2019). Realizou trabalhos para o Instituto Brincante, MIS (Museu da Imagem e do Som), Red Sudamericana de Danza, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, SESC, Circo Zanni, SISEM-SP (Sistema Estadual de Museus de São Paulo), Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Biblioteca Mário de Andrade, Goethe-Institut São Paulo, IPHAN, Secretaria de Cultura de Santo André, Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay e Secretaria Municipal de Cultura e Economia Criativa de Registro, entre outros.

SERVIÇO

Curso “Como planejar as experiências para os públicos de espaços culturais”

Dias: 03 e 04 de março (quarta e quinta-feira), das 19h30 às 22h (com intervalo de 10 minutos).

Carga horária total: 4h40min.

Valor: R$150,00 (parcelamento em até 12x no cartão de crédito). Desconto de 10% para profissionais de museus que têm registro no Cadastro Estadual de Museus do SISEM-SP. Neste caso, enviar e-mail para euandrefonseca100@gmail.com com seu nome completo, que o André Fonseca retornará com informações sobre os procedimentos a serem adotados a inscrição com desconto.

As gravações das aulas não serão disponibilizadas após o término do curso. 

Inscrição: Podem ser realizadas até o dia 01/03/21 no link https://www.sympla.com.br/curso–como-planejar-as-experiencias-para-os-publicos-de-espacos-culturais__1128975

Fonte: André Fonseca