“Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas”. Inscreva-se!

O Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo realiza, dias 22 e 23 de novembro, o XII Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas. O tema da ação é “Coleções em destaque”, com inscrições gratuitas a serem feitas AQUI até dia 14 de novembro.

O evento será realizado em três locais. Dia 22, no Palácio dos Bandeirantes e Fundação Ema Klabin (em São Paulo); e dia 23, no Palácio Boa Vista (em Campos do Jordão).

Confira o texto da Curadora do Acervo Artístico-Cultural dos Palácios do Governo do Estado de São Paulo, Ana Cristina Carvalho, sobre a iniciativa:

No ano em que completamos 200 anos de museus no Brasil, o XII Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas tem como foco o entendimento das coleções como elos da memória das casas e edifícios históricos com seus personagens, considerado-as como grandes mediadores das relações com os visitantes.

Seja no âmbito público ou privado, esse debate procura trazer para a atualidade melhores práticas e parâmetros de valorização do patrimônio histórico abrigado em palácios, museus-casas e casas históricas.

Sob a reflexão do tema Coleções em Destaque, o evento propõe o debate dos processos de transformação dos palácios e casas históricas em museus, com foco nos acervos, suas tipologias e os desafios de sua preservação.

Os palácios e casas históricas têm como objetivo fundamental lidar com os processos de transformação do espaço privado em público e a articulação entre suas coleções, os edifícios históricos e os personagens que lá viveram.

Nesse contexto, guardam a memória das coleções, hábitos e costumes, apresentando um potencial de interpretação sob diversas leituras – do utilitário, à representação social e ao colecionismo –, possibilitando relações com outras coleções e museus.

Os palácios e casas históricas são espaços de vidas humanas. Quem os visita naturalmente recorda objetos e espaços das casas de sua memória, dadas as similaridades conceituais, iconográficas e sensoriais.

Estruturado em eixos de reflexão, o atual Encontro desenvolve-se em três mesas temáticas e um workshop:

1. A primeira mesa destaca o potencial de interpretação das coleções e dos objetos, seus mecanismos de proteção e as novas abordagens da gestão da curadoria diante da realidade contemporânea. Propõe, assim, a discussão dos desafios do processo de escolha para a realização de exposições, buscando refletir sobre as soluções expográficas e de proteção em edificações históricas;

2. A segunda traz o debate sobre o conceito de “coleções visitáveis”, acervos não salvaguardados em museus, mas que recebem tratamento museológico e são abertos à visitação. O fato de essas coleções não estarem abrigadas em um museu não altera sua relevância cultural e social e nem as impede de servirem de fonte de estudo para especialistas da área.

3. A terceira mesa propõe uma reflexão sobre as coleções e suas múltiplas funções em edificações históricas, em especial, os palácios, alguns ainda em uso pelos proprietários ou governantes, outras já musealizadas. Discute-se portanto, melhores práticas e estratégias para enfrentar os desafios de preservação dessas coleções;

4. Workshop sobre a questão da documentação das coleções, que inclui o inventário, a catalogação e a gestão da informação.

Desejamos a todos um excelente Encontro, na expectativa de que suas discussões contribuam para o aprimoramento das práticas dos palácios e museus-casas históricas nacionais dentro da perspectiva do DEMHIST/ICOM, a quem agradecemos o apoio a esta edição.

SERVIÇO

XII Encontro Brasileiro de Palácios, Museus-Casas e Casas Históricas
Quando: 22 e 23 de novembro
Onde: Palácio dos Bandeirantes e Fundação Ema Klabin (em São Paulo); Palácio Boa Vista (em Campos do Jordão)
Inscrições: AQUI
Gratuito

Fonte: Acervo