Exposição “A Origem dos Nomes dos Municípios Paulistas” em Ribeirão Pires

Depois de São Bernardo do Campo, a mostra gratuita e itinerante “A Origem dos Nomes dos Municípios Paulistas” segue viagem e chega a Ribeirão Pires. A abertura será no dia 22 de maio, às 16h00, no Centro Cultural de Ribeirão Pires. A realização é do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), da Secretaria da Cultura do Estado, ACAM Portinari e Arquiprom, com parceria da Organização Social de Cultura IDBrasil, gestora do Museu da Língua Portuguesa, e apoio da Prefeitura de Ribeirão Pires.

A exposição surgiu a partir do livro de mesmo nome escrito em 2004 pelo jornalista e artista plástico Enio Squeff, em coautoria com Helder Perri Ferreira. “Desvendar a origem dos topônimos não exprime os mistérios das cidades, mas indica a poética possível da sua existência, o que inclui sua história e geografia”, argumenta Squeff – responsável pelo levantamento do nome dos 645 municípios e também curador da mostra.

“A Origem dos Nomes dos Municípios Paulistas” explora seis temas principais: o que é um município, como ele se forma e como se nomeia; os topônimos: a grande influência das línguas indígenas; a fé católica – os santos de devoção que viram nomes de cidades; os personagens e as homenagens; o nome dos municípios; e “quem nasce aqui chama como?”.

A mostra conta com 70m², distribuídos em quatro contêineres especialmente projetados para receber todo conteúdo expositivo. Um dos destaques é a tela touchscreen, na qual o público pode criar “cidades ideais” – decidindo se elas ficarão no campo ou na praia, qual será a base da economia, arquitetura, entre outras características.

Além disso, conta com a versão digitalizada do livro de Squeff e Ferreira, com os 645 municípios paulistas catalogados com seus respectivos nomes. “A exposição conta ainda com elementos cenográficos cheios de informações curiosas sobre os municípios e reproduções de aquarelas de Enio Squeff”, explica o arquiteto Fernando Arouca, sócio da Arquiprom.

Entre as curiosidades, consta que um terço dos nomes dos municípios tem alguma influência indígena; cerca de 40 carregam o nome de alguma personalidade histórica; e 59 ostentam nomes de santos da Igreja Católica. A mostra fica em Ribeirão Pires até 22 de junho.

SERVIÇO

“Origem dos Nomes dos Municípios Paulistas”
Local: Centro Cultural de Ribeirão Pires
Endereço: Rua Yutaka Ishihara, 220 – Centro – Ribeirão Pires – SP
Abertura: 22 de maio de 2018, às 16h00
Visitação: 23 de maio a 22 de junho de 2018, segunda a sexta, das 08h00 às 17h00
Agendamento de excursões e turmas escolares: (11) 4824-1781

Fonte: SISEM-SP