Encontro Paulista de Museus contou com mais de 1.100 inscritos em São Paulo

Evento discutiu assuntos pertinentes à área museológica e elegeu novos representantes regionais e membros do Conselho de Orientação do SISEM-SP
 
O 4º Encontro Paulista de Museus (EPM), realizado pela Secretaria de Estado da Cultura, por meio do Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e da ACAM Portinari, contou com mais de 1.100 inscritos que se reuniram no Auditório Simón Bolivar, no Memorial da América Latina em São Paulo, de 13 a 15 de junho. No evento, que é o maior da área museológica do Estado, foram discutidas questões sobre planejamento estratégico em museus, parcerias entre as instituições e sociedade civil, além de ações inclusivas.
 
No primeiro dia (13), o secretário de Estado da Cultura, Marcelo Mattos Araujo, anunciou o lançamento de dois editais do Programa de Ação Cultural (ProAC) específicos para a área de museus. É a primeira vez que o programa de incentivo à cultura do Governo de São Paulo lança seleções focadas na preservação e difusão de acervos museológicos. Ao todo, serão R$ 550 mil distribuídos entre oito projetos.
 
Desde a abertura do evento, o público pôde votar nos dois novos membros do Conselho de Orientação do SISEM-SP, foram eleitos Djalma Penha, da região administrativa de São José dos Campos e Claudia Maria Basseto Jesuíno, de Sorocaba. No dia 14 de junho, também foram eleitos os 30 novos representantes regionais do Sistema, para o mandato 2012-2014.
 
Para palestras, conferências e mesas-redondas, o Encontro reuniu nomes de destaque no cenário nacional e internacional, entre eles Jorge Melguizo, diretor da Cátedra Medellín-Barcelona, na Colômbia, Sofía Bernis, diretora do Museu Nacional de Artes Decorativas e presidente do Icom Espanha, e Guilherme Bueno, diretor do MAC Niterói (RJ).
 
A edição ainda disponibilizou visitas e oficinas técnicas em 12 instituições culturais da capital, entre elas Pinacoteca, Palácio dos Bandeirantes, Museu da Casa Brasileira, Museu da Imagem e do Som, Museu de Arte Contemporânea da USP e Centro Cultural São Paulo.
 
Painéis digitais e área de expositores
 
Uma das novidades de 2012 foram os painéis de apresentações institucionais ou de projetos museológicos no formato digital. Divididos em três programas temáticos – Museus em parceria, Museus São Paulo e Museus em destaque -, os cases selecionados puderam ser vistos em monitores LCD de 47”, no foyer do Auditório. Além das apresentações digitais foram distribuídos folders e panfletos e  em alguns deles, como o do Museu Afro Brasil, a apresentação foi mediada por profissionais da própria instituição.  O 4º EPM também deu espaço para que fornecedores da área cultural apresentassem seu trabalho em mesas expositivas na galeria lateral ao Auditório. A perspectiva é de que a difusão dos recursos e possibilidades profissionais fomentem o desenvolvimento e a viabilização de novas atividades na área cultural, principalmente no interior.