Imprensa da Baixada Santista repercute lançamento da fase- piloto do Cadastro Estadual de Museus

lançamento CEM1

 

Lançamento realizado dia 13/7, na sede da Agência de Desenvolvimento Metropolitana da Baixada Santista, teve grande repercussão na imprensa regional

 

Diversos veículos de comunicação da imprensa escrita da Baixada Santista, além da TV Tribuna de Santos, fizeram a cobertura do lançamento oficial da fase-piloto do Cadastro Estadual de Museus de São Paulo (CEM-SP) realizado nesta última quarta-feira (13/7), a convite da Câmara Técnica de Cultura do CONDESB (Consórcio de Desenvolvimento da Baixada Santista) e da AGEM (Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Baixada Santista). Para o lançamento, o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP), instância ligada à Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico (UPPM) da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, foi representado pelo seu diretor, Davidson Kaseker, e pela coordenadora da UPPM, Renata Motta, que apresentaram as diretrizes da ação. Estiveram presentes no evento representantes dos museus sediados nos municípios da Baixada Santista, além de secretários municipais, gestores culturais e demais interessados na área de museus.

O Cadastro Estadual de Museus de São Paulo (CEM-SP) se caracteriza como fonte de informações sistematizadas sobre os museus paulistas em toda sua diversidade, constituindo-se como um instrumento de planejamento para a formulação de políticas públicas para o setor. Poderão se cadastrar os equipamentos culturais caracterizados como instituições permanentes, sem fins lucrativos, que preservem e divulguem acervos culturais materiais ou imateriais em espaços abertos ao público para finalidade de estudo, pesquisa, educação e fruição, contando com quadro de pessoal para seu funcionamento. A adesão ao CEM-SP é voluntária, mas a aprovação do registro estará sujeita ao atendimento de parâmetros técnicos.

Nesta fase piloto, que se estende por todo o segundo semestre, serão cadastrados exclusivamente as instituições localizadas nos municípios de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Monguagá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente, todos na Baixada Santista. Para se cadastrar, as instituições deverão preencher um formulário de inscrição disponível no site do SISEM-SP. Para mais informações, acesse www.sisemsp.org.br .

”O Cadastro é um instrumento que dará amparo para a UPPM e o SISEM-SP no delineamento de políticas públicas que ampliem os compromissos sociais dos museus do Estado de São Paulo na perspectiva da democratização do acesso e do pleno exercício dos direitos culturais dos cidadãos paulistas”, explica a coordenadora da UPPM, Renata Motta.

Na região, o coletivo Orla Cultural, que reúne representantes regionais do SISEM e articula 19 museus que lutam por políticas públicas e melhorias para o setor, busca soluções para os obstáculos enfrentados cotidianamente pelos museus, como a falta de funcionários e segurança.

“Acreditamos que esse novo cadastro auxiliará nessas questões. A nossa luta é buscar junto aos gestores municipais essa proteção, pois precisamos de recursos. Precisamos de equipamentos de segurança e monitoramento, ações educativas, preservação, reserva técnica e gestão”, destaca Maria de Lourdes Marszolek Bueno, idealizadora do Orla Cultural.

Links

A TRIBUNA

Museus da região vão ganhar cadastro em projeto piloto do Sisem-SP

DIÁRIO DO LITORAL

Piloto do Cadastro Estadual de Museus é lançado em Santos

G1

Orla Cultural reúne autoridades para discutir sobre museus do litoral de SP

PORTAL SANTA CECÍLIA

Primeira fase do cadastro estadual de museus do Estado de São Paulo é lançada em Santos

JORNAL DA ORLA

Encontro discute potencial turístico dos museus da Baixada Santista

REVISTA MUSEU

SISEM-SP lança hoje fase-piloto do Cadastro Estadual de Museus