O Paço das Artes é um ponto de confluência entre os mais diversos movimentos artísticos contemporâneos, abrangendo segmentos das artes visuais tais como artes plásticas, artes gráficas, design e multimídia. O museu foi criado em 1970 e desde então faz parte dos equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Integradas às exposições temporárias, o Paço das Artes oferece, ainda, apresentações de vídeos, cinema eletrônico digital, palestras, simpósios, oficinas, eventos musicais e literários, compondo um perfil multidisciplinar da cultura.

A vocação experimental do Paço das Artes é constatada, ainda, por meio do programa “Temporada de Projetos”, que já possibilitou a emergência de mais de 180 artistas e mais de duas dezenas de jovens curadores e críticos. A cada edição, nove projetos artísticos e um projeto de curadoria são desenvolvidos com o respaldo da instituição, que também realiza as exposições. Os selecionados também recebem acompanhamento crítico e publicação de um catálogo.

Outra característica do museu é não possuir acervo permanente. Orientado pelo conceito de arte como conhecimento, desenvolve exposições temporárias e promove trabalho de reflexão sobre os rumos da arte contemporânea por meio de atividades integradas, como seminários, palestras, encontros com artistas, curadores e críticos – alguns de porte internacional, como o Simpósio Internacional de Arte Contemporânea do Paço das Artes.

Serviço

Em 2016, as atividades do Paço das Artes ocorrem temporariamente em dois espaços:

Paço no MIS: Av. Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo – SP.

Telelefone: (11) 2117-4777.

Funcionamento: Terça a sexta, das 10h às 21h; sábado, das 9h às 22h; domingo e feriado, das 11h às 20h.

Paço na Oswald: Rua Três Rios, 363, Bom Retiro – São Paulo – SP.

Telefone: (11) 3222-2662 / 3221-4704.

Funcionamento: Segunda a sexta, das 9h30 às 21h30; sábados das 13h30 às 20h30.

Site: www.pacodasartes.org.br

Exposição “Fissuras”, de Rafael Pagatini (Crédito das imagens: Letícia Godoy)