Universidade é decorada com obras-primas da arte mexicana

Foto: Álvaro Sánchez Días/Creative Commons

N10  Arte MexicanaO campus da Universidade Autônoma do México, na capital do país, é um passeio para encher os olhos, pois muitos de seus prédios são decorados pelos mais famosos artistas plásticos nacionais, como Juan O´Gorman, que pintou todas as paredes da Biblioteca Central

Os números da Universidade Autônoma do México (Unam) são superlativos: em 2012, 324.413 alunos frequentaram os mais de 2 milhões e 500 mil m2 de seu campus, pelo qual se espalham 2.098 edifícios, dos quais 134 são bibliotecas com acervo total de mais de 6 milhões de volumes. Mas não é apenas pela intensa vida acadêmica que a Unam chama a atenção. Em 2007, seu campus foi declarado patrimônio cultural da humanidade pela Unesco, o que se explica pela bela arquitetura e pela diversidade de atrações culturais e esportivas que oferece.

O muralismo, por exemplo, é uma das mais tradicionais escolas pictóricas do México, e, como não poderia deixar de ser, a Unam tem obras de alguns dos maiores artistas plásticos do país. O grande prédio da Biblioteca Nacional é todo coberto com o mural

Representación histórica de la cultura, de Juan O´Gorman. A obra é impressionante, e cada uma das faces do prédio representa um tema: o norte é o passado pré-hispânico; o sul, o passado colonial; o leste é o mundo contemporâneo e o oeste é a universidade e o México moderno. Além disso, há outras obras igualmente belas, como o mural de David Alfaro Siqueiros, no prédio da Reitoria, e de José Chavez Morado, no auditório da Faculdade de Ciências. Na verdade, muitas das edificações do campus têm obras muralistas. Até mesmo o Estádio Olímpico, que une arte e esportes.

Inaugurado em 1952, o estádio tem capacidade para 68 mil espectadores, e foi palco de eventos como os Jogos Olímpicos de 1968 e a Copa do Mundo de 1986. Além disso, é nele que o tradicional time de futebol Pumas, ligado à Unam, manda seus jogos. Quem visita o estádio, por sua vez, é recebido por mais uma imponente obra representativa do muralismo mexicano. Chamado La universidad,la Familia y el Desporto en México, foi criado por Diego Rivera, um dos mais reconhecidos artistas plásticos do país.

Se muito da arte existente na Unam está nas partes externas, tanto em seus murais quanto em obras espalhadas por seu vasto campus, há também muita coisa importante que fica dentro das salas do Museu Universitário de Arte Contemporânea. Inaugurado em 2008, a instituição tem, em seu acervo, criações dos artistas mais importantes do México no século XX – como os muralistas –, bem como o que de melhor se produz na arte contemporânea mexicana. Além disso, o museu abre suas salas para várias exposições itinerantes de artistas do mundo inteiro.

Fonte: Terra/ PrimaPagina