Três exposições celebram a Consciência Negra no Museu Afro Brasil

As mostram reiteram a colaboração dos negros para a arte brasileira
 
No mês da consciência negra, o Museu Afro Brasil apresenta três exposições que ilustram a contribuição dos negros brasileiros nas artes. As mostras "Dois Irmãos. João e Arthur Timótheo da Costa", "Arte, Adorno, Design e Tecnologia no Tempo da Escravidão" e "Pérolas negras" do fotógrafo Miro, podem ser vistas a partir de 20 de novembro.
 
Em "Dois Irmãos. João e Arthur Timótheo da Costa", o público confere as pinturas dos irmãos que ultrapassaram os desafios de negros e mulatos no início do século XX. Arthur e Timótheo participaram de diversas exposições nacionais e internacionais, marcando a pintura brasileira com obras que revelam competência e beleza.
 
Já "Arte, Adorno, Design e Tecnologia no Tempo da Escravidão" conta com mais de 70 objetos de ofícios urbanos e rurais que realça as contribuições dos negros para a ciência e a tecnologia no Brasil.
A terceira mostra, "Pérolas Negras", expõe pela primeira vez a arte de Miro (nome artístico de Azemiro de Sousa), um dos mais importantes fotógrafos de editoriais de moda e publicidade no Brasil. A exposição foi concebida especialmente para o Museu Afro Brasil, a convite de Emanoel Araujo, curador das três coletâneas.
 
Inicialmente, surgiu a ideia de fotografar modelos negros num fundo preto, com tecidos pretos, mas, com o resultado considerado pop por Miro, o artista começou a pesquisar algo mais africano. Assim, na terceira etapa da criação, o fotógrafo, que já trabalhou com revistas como "Cláudia", "Marie Claire" e "Vogue", clicou personalidades negras como Zezé Motta, Haroldo Costa, Zózimo Bulbul, Luiz Melodia e Milton Gonçalves.
 
SERVIÇO 
Exposições comemoram o Dia da Consciência Negra
Dois Irmãos. João e Arthur Timótheo da Costa – até 02 de junho/2013
Pérolas Negras, de Miro – até 07 de abril/2013
Arte, Adorno, Design e Tecnologia no Tempo da Escravidão – até 07 de abril/2013 
Museu Afro Brasil (Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n – Parque do Ibirapuera, portão 10, São Paulo)