Thiago Lobo retrata realidade que muitos preferem fingir que não veem

“Para Todo Mundo Ver…” é o nome da exposição do artista plástico Thiago Lobo. Nessa mostra, ele decidiu expor obras que retratam pessoas que sonham com um mundo melhor, “onde não exista discriminação racial, onde o jovem da periferia tenha acesso à escola de qualidade e moradores de rua possam ter uma vida digna”, descreve. Instalada no Espaço de Exposições do Centro Cultural de Tatuí (Praça Martinho Guedes, 12 – Praça da Santa), a mostra começa amanhã e segue até do dia 19 de setembro, de segunda à sexta-feira, das 10h às 21h, e sábados e domingos, das 10h às 14h. A entrada é franca.

O convite para a exposição, feito pela Secretaria de Cultura de Tatuí, aconteceu depois que Thiago Lobo foi selecionado para fase final do Mapa Cultural, em São Paulo, com três obras a óleo em uma moldura nada comum, feita com material reciclado. Inspirado no trabalho de outros artistas, Lobo recolhe do lixo o que pode ser aproveitado. “A escolha do que pego no lixo tem a ver com aquilo que serve de moradia para a parcela menos favorecida da sociedade, como caixas de verduras que utilizam para emoldurar o seu corpo se abrigando da chuva e do sol.”

A mostra conta com 14 obras, sendo algumas pinturas a óleo, acrílica, colagem e técnica mista. “Embora na arte contemporânea os artistas utilizem diferentes suportes, o que predomina como suporte em minhas obras é a tradicional tela e o modo acadêmico de pintar, mas com uma temática e composições diferenciadas, sem perder a visão contemporânea da arte. Em algumas obras, como Criança cheia de sonhos e Criança de sonhos vazios, em que a tela é utilizada como um quadro negro e a arte é feita com giz escolar, apresento o descaso na área da educação, que sequer chega a dar oportunidade às crianças de rua. São questões do cotidiano que ninguém quer ver ou admitir que existam. Acho que esses temas devem ser apresentados à sociedade.”

Uma das definições que mostram quem é Thiago Lobo é sua admiração pelo artista plástico Vik Muniz. “Muniz, assim como outros tantos na verdade, abre mão do conforto do ateliê para trabalhar com a população que sequer colocou o pé em um museu ou uma galeria. Penso que este é o caminho que a arte está seguindo, uma arte para todo mundo ver”, diz Lobo. O artista aproveita para fazer um desabafo: “fico feliz em ver que muitos artistas de rua estão levando suas artes para galerias, o que me entristece é a falta de informação da população, que não frequenta esses ambientes por achar que é pago ou nunca vão aos museus por achar que é coisa de bacana.”

Natural de Osasco, Thiago Lobo adotou a cidade de Tatuí como a sua casa há cinco anos. “Tatuí é um bom lugar, gosto do interior, um lugar tranquilo para pintar”, disse. Lobo também é ilustrador e cartunista e já participou da exposição OSCARtoons, promovida pelo Shopping Granja Vianna, na Grande São Paulo, que reuniu 70 trabalhos dos principais cartunistas brasileiros, além da participação de artistas da Argentina, Uruguai, Espanha, Costa Rica, entre outros, e que ganhou repercussão internacional, sendo tema de reportagem no jornal Siglo 21, da cidade de Boston (EUA), com um desenho de Lobo ilustrando a matéria.

Thiago Lobo segura uma de suas telas; trabalhos podem ser conhecidos 
no Espaço de Exposições do Centro Cultural de Tatuí – Por: Divulgação
 
Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul