Telas do artista Benedicto Calixto em exposição temporária do Museu do Café

As obras contempladas incluem “A Fundação da Vila de Santos”, “Porto de Santos em 1822” e “Porto de Santos em 1922”

Os três quadros de Benedicto Calixto que adornam o Salão do Pregão, no edifício da antiga Bolsa Oficial de Café, são o tema da nova exposição temporária do Museu do Café. Intitulada “Calixto: discurso do progresso e identidade paulista”, a mostra será inaugurada no dia 25 de abril, às 18h, com entrada gratuita.

Dividida em três módulos, a curadoria busca apresentar uma análise do conteúdo retratado nas obras – individual e enquanto conjunto –, o contexto histórico e cultural em que o autor estava inserido, suas referências, e a importância dessas telas para uma narrativa que era construída em São Paulo, na década de 1920.

No primeiro momento, o público poderá entender as circunstâncias envolvendo a encomenda das telas pela Companhia Construtora de Santos, que visavam, muito além de decorar o ambiente, traçar uma linearidade no desenvolvimento da cidade, rumo ao progresso, e apresentar as bases da genealogia paulista. Ainda nessa parte, é possível ver referências utilizadas por Calixto durante seu processo artístico, incluindo fotos, mapas e documentos.

Já no segundo e terceiro módulos, os painéis serão explorados separadamente. Primeiro, as duas pinturas auxiliares, “Porto de Santos em 1822” e “Porto de Santos em 1922”, contendo paralelos do desenvolvimento de Santos, contarão com reproduções em tamanho real, examinando seus principais elementos. O grande tríptico “A Fundação da Villa de Santos” ganha formato especial, tornando-se um cenário interativo, reproduzindo paisagens, construções e personagens.

SERVIÇO:

Inauguração da exposição temporária “Calixto: discurso do progresso e identidade paulista”

25 de abril

Às 18h

Gratuito

Museu do Café

Rua XV de Novembro, 95 – Centro Histórico – Santos (SP)

De terça a sábado, das 9h às 17h, domingos, das 10h às 17h

Informações: (13) 3213-1750

R$ 10 e meia entrada para funcionários da rede pública do Estado de São Paulo e terceira idade

Grátis aos sábados

Fonte: Museu do Café