São Paulo recebe Caminhão-Museu Sentimentos da Terra, da UFMG

4.9.2013 n6

As atividades do Caminhão-Museu Sentimentos da Terra, que conta a história dos movimentos de luta pela terra no Brasil, serão abertas hoje (terça, 20), às 10h, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo. O projeto Sentimentos da Terra é viabilizado por parceria entre o Projeto República da UFMG e o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), com patrocínio da Caixa e apoio, no caso de São Paulo, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania.

Equipado com tecnologia de informação e entretenimento de ponta, o caminhão-museu conta com diversos ambientes que abrigam grande exposição interativa. A mostra viaja o Brasil desde março – já visitou Belo Horizonte, Jequitibá, Pouso Alegre e Poços de Caldas, em Minas Gerais, Goiânia, além de Limeira e Araçoiaba da Serra, no interior paulista. A proposta do projeto é reunir o rigor historiográfico com linguagem artística acessível a um público diversificado, em metrópoles e pequenas cidades, assentamentos, reservas indígenas e territórios quilombolas.

A programação prevê atividades para os períodos da manhã e tarde entre 9h e 18h, até 24 de agosto. Na semana seguinte, o Caminhão visitará a zona sul de São Paulo, levando a exposição à região do Campo Limpo, dentro do CEU Caminhos do Amanhecer.

Conteúdo

No Museu são apresentados 11 videodocumentários realizados por Gringo Cardia, a partir do conteúdo histórico pesquisado pelo Projeto República. Os vídeos são narrados por nomes significativos da cultura brasileira: Caio Blat, Chico Buarque, Dira Paes, Gilberto Gil, José Wilker, Letícia Sabatella, Marcos Palmeira, Maria Bethânia, Regina Casé, Vera Holtz e Wagner Moura.

Há outras atrações. O Espaço da Imaginação, por exemplo, é equipado com computadores, acesso à internet, monitor com tela interativa e uma biblioteca especializada, com livros de arte, fotografia, geografia, história, costumes e tradições, além de jornais e revistas.

Já a Exposição Vira-Vira retoma o percurso histórico de oito personagens exemplares dos conflitos no Brasil rural: Visconde do Uruguai, Antônio Silvino, Elizabeth Teixeira, Dom Pedro Casaldáliga, Chico Mendes, Sepé Tiaraju, Leonel Brizola e Euclides da Cunha. Há, ainda, maquetes para contadores de histórias narrarem os movimentos e episódios ligados à luta pela terra.

Na Tenda para Caracterização, por sua vez, os visitantes poderão ser fotografados em cenários elaborados a partir do universo rural, com figurinos próprios aos personagens ligados à questão da terra. Outra atração é o concurso de caraoquê, formado por seleção de canções sobre a temática.

Serviço:

Caminhão-Museu Sentimentos da Terra
Vale do Anhangabaú
20 a 24 de agosto
20 a 23/8: 10h às 18h
24/8, sábado: 10h às 17h
Entrada gratuita (visitas de grupos devem ser agendadas pelo endereço sentimentosdaterra@gmail.com)
CEU Caminhos do Amanhecer
28 de agosto a 1 de setembro
28/8: 18h às 22h
29/8 a 1/9: 9h às 18h
Entrada gratuita (visitas de grupos devem ser agendadas pelo email sentimentosdaterra@gmail.com)
(Assessoria de Imprensa do Caminhão-Museu Sentimentos da Terra)

Fonte: UFMG