Santos recebe bonde e Exposição de Nagasaki

Para celebrar os 40 anos em que Santos e Nagasaki se tornaram cidades-irmãs, o prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue, esteve no município paulista no mês passado, para anunciar a doação de um veículo modelo de 1950 ao Museu Vivo do Bonde. Também fez parte da comemoração à abertura da exposição de fotos sobre os 67 anos do lançamento da bomba atômica norte-americana sobre a cidade nipônica.

O presente dos japoneses aos santistas, bastante importante para a revitalização do Centro Histórico de Santos, contribui no enriquecimento do museu, criado em função da Linha Turística de Bonde. O exemplar da nação do sol nascente une-se a outras unidades estrangeiras, vindas de Portugal, Escócia, Itália e Estados Unidos. “Nosso museu é referência mundial e a doação demonstra respeito e amizade”, disse o prefeito João Paulo Papa.
 
O veículo chegará dentro de dois anos, segundo a comitiva nipônica, mas em ato simbólico o prefeito João Paulo Papa já ganhou duas peças do carro, considerado o mais antigo daquele país. “Esse bonde já foi muito utilizado no Japão. Depois do pedido de Santos optamos pela doação, para preservar os laços de amizade entre as duas cidades”, disse Tomihisa Taue.
 
Na solenidade, as autoridades assistiram à apresentação de Nagasaki. O representante de Relações Internacionais da comitiva abordou aspectos geográficos e da economia – voltada para a criação de peixes em cativeiro – da cidade nipônica, que ressuscitou dos mortos graças à fibra e tenacidade de seu povo, após o massacre norte-americano de 1945.
Em seguida houve troca de lembranças entre as autoridades. A Câmara Municipal homenageou o prefeito Tomihisa Taue com a entrega da Medalha de Honra ao Mérito Braz Cubas. Finalizando, os visitantes fizeram um passeio de bonde turístico pelo
Centro Histórico.
 
Exposição mostra horrores da bomba atômica
 
Fortalecer e incentivar a cultura da paz foi o tom que prevaleceu na abertura da exposição de 60 fotos que mostram a devastação total de Nagasaki, depois do bombardeio nuclear norte-americano de 1945. A mostra vai até domingo (2/10), das 9h às 18h, no Museu do Surf, instalado no Parque Municipal Roberto Mário Santini (emissário submarino), praia do José Menino, Canal 1.
 
Em seu discurso, o prefeito de Nagasaki, Tomihisa Taue, reafirmou a política pacifista do Japão. “Nesses 40 anos de comemoração do irmanamento entre nossas cidades, temos de trabalhar pela paz e contra a guerra no mundo”.
 
O prefeito João Paulo Papa reforçou a intenção de manter o intercâmbio cultural e econômico com Nagasaki. “Somos cidades portuárias que vivem do turismo. Temos muito a aprender com o Japão”.
 
Fonte: Jornal Agora MS