Chapa: RR Sorocaba

Proposta: A RR Sorocaba propõe para o biênio de 2020– 2022 a continuidade de suas ações estabelecidas nos Planos de Trabalho apresentados ao SISEM-SP. Uma destas ações é o mapeamento de profissionais que estão disponíveis para realizar suporte e orientação técnica aos museus da Região de Sorocaba. O mapeamento será feito a partir de formulários que serão enviados aos profissionais de museus e dos
departamentos de cultura da RR Sorocaba, através de ferramenta online, que facilitará a organização de um cadastro de profissionais.
Apoio Institucional: A Regional de Sorocaba desenvolve constantes ações de capacitação entre seus membros, utilizando o conhecimento e experiência dos profissionais que já atuam nas instituições da região. Desde 2017, as
capacitações foram realizadas de acordo com os eixos temáticos do Cadastro Estadual de Museus, com o objetivo de esclarecer possíveis questões e dúvidas dos profissionais de museus. Neste biênio, além da
continuidade dessas ações visando a capacitação dos gestores e funcionários dos museus da RR Sorocaba, realizaremos visitas nas instituições que ainda tenham dúvidas e desejam se adequar ao CEM.
Além das visitas técnicas, a RR Sorocaba realizará o mapeamento e a articulação das instituições da regional que possam integrar Redes Temáticas de museus, tanto no estado de São Paulo, como redes no
âmbito nacional.
Outra ação que deverá ser retomada durante o próximo biênio, é a realização de parcerias e projetos que promovam a articulação e ações conjuntas entre as instituições que compõem a Região de Sorocaba.
Exposições, workshops, palestras, encontros presenciais e virtuais serão algumas das atividades que serão pensadas, debatidas e produzidas pela união das instituições museológicas da RR Sorocaba.

Candidatos:

Titulares
Daniella Gomes Moreira

Especialista em História da Arte e Arquitetura no Brasil pela PUC-Rio (2012). Possui graduação em Museologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (2010). Atualmente é museóloga na Secretaria da Cultura da Prefeitura de Sorocaba. É Conselheira do Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Arquitetônico, Turístico e Paisagístico de Sorocaba (CMDP) e membro do Grupo de Trabalho do Sistema Estadual de Museus - SP, Representante Regional de Sorocaba. Tem experiência na área de Museologia, com ênfase em Museologia.
Fernanda Cristina de Morais

Licenciada em História pelo Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, Bacharelanda em História pela Universidade Estácio de Sá, pós graduada em História da Arte pela Universidade Estácio de Sá, e em Docência no Ensino Superior pelo SENAC. Atua há 11 anos no Setor Educativo do Museu da Energia de Itu, há 9 anos na coordenação de atividades do Setor. Entre 2018 atuou como representante regional suplente da RR Sorocaba SISEM SP, assumindo em 2019 o cargo titular. É conselheira no COMTUR Itu (Conselho Municipal de Turismo) desde 2015, colaborou com a produção do PDT (Plano Diretor de Turismo) vigente. Já foi conselheira no CMPC Itu (Conselho Municipal de Política Cultural) entre 2012-2015. Atuou como Gestora e Produtora Cultural do Coletivo Roda Torta entre 2011- 2012 onde produziu o Festival ProtoArte Itu – Palco Roda Torta de Arte Itinerante integrado ao Circuito Paulista de Festivais Independentes.
Suplentes
Juliana Rego Ripoli

Possui Pós-graduação (MBA) em Gestão e Produção Cultural, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 2015. Formação de Gestores Públicos e Agentes Culturais, realizado pela SEC-RJ, MinC, UERJ, 2014. História da Arte, Rodrigo Naves, São Paulo, 2007. Bacharel em Artes Plásticas, Faculdade Santa Marcelina, São Paulo, 2007. Atualmente é diretora do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural de Botucatu, estando à frente dos museus municipais: Pinacoteca Fórum das Artes e MAC-Itajahy Martins. Nos últimos anos vem se dedicando à pesquisa no campo da Memória e Documentação em arquivos públicos e privados, participou do projeto Memória Lage - EAV do Parque Lage (2014 a 2015); Trajetórias Cursos e Eventos - MAM-RIO (2013 a 2014); livro Carlos Vergara -(2013). Em São Paulo, participou como assistente de curadoria da Pinacoteca do Estado de São Paulo (2006 a 2011).
Leandro Dal Farra Topal

Administrador do Museu Histórico e Pedagógico Francisco Blasi, membro do conselho Municipal de Cultura de Botucatu, Representante Regional (suplente) do SISEM-SP Sorocaba. Possui formação em Arte dramática, atuou como responsável técnico e posteriormente administrador do Teatro Municipal de Botucatu. No campo de museus atua há 15 anos, com projetos aprovados e quatro seleções em edital de intercâmbio do então Ministério da Cultura para visitas técnicas em museus da Europa e Ásia. Assumiu a administração do MuHP que se encontrava fechado há 16 anos ao público e ativou suas reservas técnicas e áreas expositivas.