Rede Museologia Kilombola promove webinário para discutir a nova definição de museu no século XXI

Evento será dividido em três dias, 31/03, 07/04 e 14/04, sempre às 14h

A Rede Museologia Kilombola, em parceria com o Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM Brasil), com o subcomitê regional do ICOFOM para a América Latina e o Caribe (ICOFOM – Lac), o Grupo de Pesquisa Museologia Experimental e Imagem (MEI) e a Executiva Nacional de Estudantes de Museologia (EXNEMUS) realiza, a partir do dia 31 de março o webinário MUSEUS EM (RE) DEFINIÇÃO: Desafios da Nova Definição de Museu no Século XXI. O evento será dividido em três dias, sempre às 14h, sendo que o primeiro, 31 de março, será voltado à discussão das perspectivas não hegemônicas sobre a nova definição. O segundo dia, 7 de abril, abordará as possibilidades de entender a nova definição a partir da visão afro diaspórica e o terceiro dia, 14 de abril, debaterá as perspectivas para a museologia no século XXI.

Diante de uma epistemiologia difusa e heterogênia, uma definição “única” de museu, vigente por todo o território brasileiro e também pelo Globo, enfrenta crises de identidade e representatividade. Por isso, em vigor desde 2007, a definição de museu elaborada pelo ICOM está em revisão. O processo se dá de maneira colaborativa, seguindo uma metodologia estabelecida pelo Comitê Permanente ICOM Define. Este processo pressupõe o forte envolvimento dos comitês nacionais em várias etapas – a primeira delas, a consulta às redes locais a respeito dos conceitos que devem constar da nova definição.

Em 2019, em Quioto, na Conferência Geraldo ICOM, foi colocada à votação uma definição de museu que, dentre inúmeras questões pontuadas, o que mais teve impacto para a sua não aprovação foi o fato de que ela não tinha sido amplamente discutida. Como consequência disso, o ICOM prorrogou para o triênio seguinte a discussão, com uma nova metodologia elaborada e promovida pelo ICOM Define, que por sua vez se propõe a abrir espaço para um amplo debate em nossa comunidade.

“Contamos com a participação dos docentes e discentes nesse processo, permitindo-os em especial aos graduandos em Museologia tenham a possibilidade de refletir sobre uma definição de museu que impactará na própria atuação de cada um; além de ser uma interessante oportunidade de sistematizarem o conhecimento produzido na relação estabelecida entre docentes e discentes”, afirma Carolina Rocha, representante da Rede Museologia Kilombola.

Para mais informações sobre a programação e onde assistir, consulte o Instragam da Rede no link: https://instagram.com/museologiakilombola?igshid=se1o590lndo6