Poéticas da Memória: nova entrevista no site do Museu Casa de Portinari

Preservar a memória é uma ação contínua. E com a colaboração dos moradores de Brodowski, e de pessoas que tiveram relação com a família Portinari e o pintor, o Museu Casa de Portinari – instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela ACAM Portinari – remonta importantes passagens da história local, que ajudam a compor o acervo imaterial da instituição. Este mês, as lembranças de Osmani Grandi, brodowskiano e colecionador de antiguidades, é o mais novo material do projeto Poéticas da Memória.

O projeto conta com a participação de 40 pessoas com diferentes narrativas. Na página da instituição estão disponíveis nove vídeos com entrevistas sobre diferentes aspectos do passado. Além de contribuir com suas memórias, Osmani é colecionador de itens relacionados à ferrovia e ao desenvolvimento da cidade. Objetos guardados por ele ao longo dos anos, hoje compõem a exposição “A Estação Brodowski: Patrimônio Histórico”.

Os vídeos estão disponíveis no www.museucasadeportinari.org.br/poeticasmemorias e a exposição está em cartaz na Antiga Estação Ferroviária, localizada à Avenida Dr. Rebouças, nº 364, centro. A entrada é gratuita e pode ser vista de terça-feira a domingo, das 9h00 às 17h00. Outras informações pelo (16) 3664-6644.

SERVIÇO

Exposição A Estação Brodowski: Patrimônio Histórico
Visitação: de terça-feira a domingo, das 9h00 às 17h00
Local: Antiga Estação Ferroviária (Av. Dr. Rebouças, nº 364 – Centro, Brodowski/SP)
Informações: (16) 3664-4284
Entrada: gratuita

Fonte: Museu Casa de Portinari