Para celebrar a produção de quadrinhos do país MIS realiza a primeira feira DES.GRÁFICA

3.feiradesgraficamis

 

Com enfoque nas publicações e experiências visuais que primam pela ousadia e experimentação na área dos quadrinhos, o MIS, Instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, realiza a FEIRA DES.GRÁFICA, com curadoria geral de Rafael Coutinho e parceria com as editoras Antílope e UgraPress, nos dias 13, 14 e 15 de novembro. Entrada gratuita

O objetivo da FEIRA DES.GRÁFICA é dar espaço à quadrinhos, publicações e autores de diversas áreas e que, de alguma forma, também desenvolvem trabalhos narrativos de experimentação gráfico-visual. Além disso, trazer para perto do público não só as editoras, mas artistas e livros com enfoque na autoralidade e no posicionamento alternativo de seus artistas, que refletem na própria idealização da feira, que se diferencia de outras similares do setor por seu olhar focado nas múltiplas facetas da narrativa sequencial.

A iniciativa do MIS pretende celebrar a volumosa produção de quadrinhos do país além de identificar conteúdos pioneiros e vanguardistas da produção editorial narrativa e fazer disso uma grandiosa festa visual e sensorial.

A Feira será realizada em parceria com a UgraPress.

 

Confira a programação:

 

13.11

15h | Abertura da Exposição “Shapereader” – Ilan Manouach [a confirmar]

Shapereader é um novo sistema de quadrinhos para os cegos e deficientes visuais, desenvolvido pelo multifacetado quadrinista e artista experimental Ilan Manouach. O projeto consiste em um sistema de formas que estabelece um novo vocabulário de linguagem tátil.

 

15h | Lançamento do site de pesquisa editorial CMYX – Uma apresentação da plataforma simples criada pela Des.Gráfica no qual cada autor pode inserir seus projetos para que os usuários possam demonstrar interesse de compra. Ele precede a impressão de fato, bem como o financiamento coletivo. A ideia é mapear o interesse do público nos publicações.

 

16h | Conversa sobre o mercado editorial independente com participantes da feira, mediado por Rafael Coutinho.

 

18h | Palestra com Ilan Manouach mediada pelo quadrinista Pedro Franz

Ilan Manouach (Atenas, 1980) é artista multidisciplinar com interesse específico em histórias em quadrinhos conceituais. Ele também exerce as atividades de diretor editorial e músico profissional. Ele é bacharel em belas artes por L’Ecole Supérieure des Arts em Bruxelas e no momento está cursando o programa de mestrado em arte do Dutch Art Institute, na Holanda. Desde 2003, publicou mais de uma dezena de livros no catálogo de uma editora pequena em informal com sede em Bruxelas. Foi curador de quatro antologias que reúnem colaborações de artistas, críticos, advogados e vários profissionais do ramo editorial. No mundo dos gibis, ele é mais conhecido por apropriações de histórias em quadrinhos sem assinatura e os manifestos que complementam as edições. Publicou apropriações ilegais de gibis existentes e reintroduziu seus desvios no mercado de livros. Estas versões fac-similares são distribuídas anualmente durante o Festival de Histórias em Quadrinhos de Angoulême, na França, aproveitando o caráter político da manifestação para demonstrar que os gibis existem em seu estado primário, não como catálogos ou documentação de práticas artísticas, e que são concebidos como objetos com produção em larga escala. Representam, uma mídia com muita força e com caráter de auto-reflexão.

Seus livros receberam apoio generoso, em várias ocasiões, do Centre National du Livre da França e de La Communauté Française de Belgique. Ele é bolsista e ex-aluno da fundação Kone, na Finlândia. No momento, está envolvido com a apresentação de Shapereader, um sistema de literatura tátil desenvolvido para leitores com dificuldades de visão. A exposição e o workshop que a acompanha foram realizados na França, nos EUA, na Bélgica, na Sérvia, na Grécia, em Israel, na Espanha, no Brasil, na Finlândia, na Dinamarca e na Suíça.

O trabalho de Ilan foi resenhado em diversas revistas e blogs como World Literature Today, Wired, Hyperallergic, e New York; seus livros integram o arquivo de vanguarda Ubuweb.

No momento, Ilan trabalha como pesquisador remunerado para a fundação Kone, onde edita uma antologia internacional com o título de Conceptual Comics, Unpopular Practices Within A Marginal Art Form [Histórias em quadrinhos conceituais, práticas mal recebidas no âmbito de uma forma de arte marginal].

 

14 e 15.11

Feira de Quadrinhos e publicações independentes | 13 as 20h

A feira contará com 100 participantes de todos os cantos do país, além de algumas editoras conhecidas no meio mais independente, como Mino, Lote 42, Ugra, Narval, Antílope e Veneta. O Estúdio Invertido também virá como editora, e eles que farão todas as capas dos livros dos vencedores da Convocatória.

 

Video mapping de animação experimental | Local: Fachada do MIS | Horários variados

Os artistas confirmados são Paula Puiupo, Daniel Semanas, Paulo Stocker, João Lavieri, GUMA, entre outros.                              

 

CONVOCATÓRIA DES.GRÁFICA O evento se desdobra em diversas vertentes, entre elas a CONVOCATÓRIA DES.GRÁFICA que selecionará 5 trabalhos a serem impressos e encadernados pelo MIS por meio de um corpo de jurados formado por RalphGehre, artista plástico e visual [DF]; Jac Leirner, artista plástica [SP];  Pedro Moura, jornalista e crítico doutor em narrativas visuais [Portugal]; Pedro Franz, quadrinista e artista plástico [SC]; e Raquel Gontijo, editora e dona d’A Bolha Editora [RJ].

 

A produção editorial dos projetos selecionados conta com a participação dos contemplados além de produção, diagramação e editoração realizados pela Editora Antílope. Todos os exemplares serão entregues nas mãos dos autores, que lançarão seus livros na FEIRA DES.GRÁFICA. O lucro total da venda desses livros será todo do artista. 

 

 

Serviço

 

Feira De. Gráfica

 

Data: 13, 14 e 15 de novembro de 2016

 

Horário: 13.01 das 14h às 21h, dias 14 e 15.12 a partir das 13h (os ingressos para a primeira palestra serão distribuídos com uma hora de antecedência)

 

Local: Auditório MIS (172 lugares), área externa, foyer do Auditório MIS.

 

Ingresso: gratuito (algumas oficinas e palestras precisam de inscrição prévia, checar a programação no site)

 

Classificação livre

 

 

 

Museu da Imagem e do Som – MIS

 

Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo

 

Telefone (11) 2117-4777

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa | SEC
 
Imagem: divulgação | MIS