Pandemia: buscas por museus virtuais crescem no Brasil, mostra Google

As buscas por museus virtuais cresceram 50% no Brasil durante a pandemia, segundo dados do Google Trends que foram disponibilizados à revista Galileu. É certo que o novo contexto social, motivado pela necessidade de isolamento, gerou uma série de mudanças (quase em efeito dominó) no cotidiano das pessoas.

Entre elas, está a procura por novas formas de lazer, afinal, aquilo que conhecíamos por diversão se tornou um tanto quanto arriscado. As visitas virtuais a museus se tornaram uma dessas “saídas” de entretenimento. Esse fenômeno de interesse foi notado nos últimos 12 meses e comparado com os dados recolhidos no ano anterior.

De acordo com o levantamento realizado pelo Google Trends, ferramenta que analisa buscas feitas no buscador, esse movimento foi verificado não apenas no Brasil, mas em outros 19 países.

O que os pessoas querem ver?

A partir dessas informações, pode-se observar que a limitação da mobilidade permitiu que as pessoas explorassem mais a fundo as possibilidades oferecidas pela internet. Nesse cenário, as tours digitais mais procuradas pelos brasileiros se dividiram entre instituições nacionais e europeias, com destaque para o Museu do Louvre, na França, bem como para a Pinacoteca e o Museu do Ipiranga, ambos em São Paulo. Em uma análise mais ampla, o museu mais buscado foi o Masp, seguido pelo Louvre.

Os museus mais buscados

O Google Trends desenvolveu dois rankings de museus mais procurados nos últimos 12 meses considerando o tipo de busca realizada pelos internautas. Confira a seguir:

Museus mais buscados com o termo “virtual”

Museu do Louvre (França);

Pinacoteca de São Paulo;

Museu do Ipiranga;

Museu Nacional;

Masp;

Museu do Prado (Espanha);

Museu do Amanhã;

Museu Catavento;

Museu Imperial;

Museu Britânico (Reino Unido).

Museus mais buscados no geral

MASP;

Museu do Louvre;

Pinacoteca de São Paulo;

Museu do Amanhã;

Instituto Inhotim;

The Metropolitan Museum of Art (The Met);

Museu Catavento;

Museu do Ipiranga;

Museu do Prado;

Museu de Arte Moderna (MoMA).

Fonte: Tecmundo