Os caminhos inígenas dos peabirus

PALESTRA EM PARANAPIACABA

JULIO ABE WAKAHARA arquiteto e museólogo
ROBSON MIGUEL CACIQUE TUKUMBÓ DYEGUAKÁ repositório (historiador?) da tradição cultural indígena

Dia: 27 de maio de 2013 segunda-feira
Horário: das 15h00 às 17h00
Local: Centro de Visitantes do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba (Rua Direita, 371 Vila de Paranapiacaba – Santo André SP.
Entrada gratúita.
Título: OS CAMINHOS INDÍGENAS DOS PEABIRUS: O conhecimento indígena da natureza (toponímia) e o seu modo de orientação.
Palestrantes: JULIO ABE WAKAHARA arquiteto e museólogo; ROBSON MIGUEL (CACIQUE TUKUMBÓ DYEGUAKÁ) da aldeia guarani de Itaóca.

REFERÊNCIAS

JULIO ABE WAKAHARA sempre trabalhou na área de projetos museológicos e preservação cultural, tendo colaborado por muito tempo com o IPHAN e o CONDEPHAAT. Foi um dos responsáveis (junto com o prof. ISSAO MINAMI da FAUUSP) pela criação da Comissão Pró-Paranapiacaba em 1982 que redundou no tombamento da Vila em 1987.

ROBSON MIGUEL nome artístico do violonista (mesma pessoa) TUKUMBÓ DYEGUAKÁ nome do cacique guarani de Itaóca. É um índio cafuzo, com duas formações culturais. Nesta palestra ele vem com os seus conhecimentos da tradição indígena., bem como poderá também tocar um pouco de violão para deleite da platéia.

Maiores referências dos palestrantes poderão ser vistas nos endereços eletrônicos: www.robsonmiguel.com.br e www.facebook.com/escritoriojulioabewakahara

TEMA: o encontro promoverá uma troca de conhecimentos acadêmicos (historiográficos) e da tradição oral indígena ancestral sobre os antigos caminhos indígenas (de 1500), com enfoque sobre um dos Peabirus que passava por Paranapiacaba, mas também sobre a garganta do Botujuru na serra do Mar (onde se encontra o rio Mogi e onde se forma o nevoeiro de Paranapiacaba). Quando os portugueses chegaram à costa brasileira, encontraram vários caminhos indígenas de penetração ao interior do continente. A antiga Trilha dos Tupiniquim, trecho inicial do Peabiru começava em São Vicente, passava por Paranapiacaba e depois atravessava os atuais estados de São Paulo e Paraná para dirigir-se ao Paraguai. Paranapiacaba era ponto estratégico na ligação do mar com o planalto paulistano. A palestra será sobre esses caminhos antigos que estariam nos mesmos locais dos atuais caminhos percorridos pelos atuais monitores ambientais de Paranapiacaba.

Qualquer outra informação: julioabe@julioabe.com.br ou robson@robsonmiguel.com.br