Obras do artista Aluizio Jeremias serão expostas no Centro de Cultura Caipira e Arte Popular de Campinas

luzes-e-cores 0

Exposição “Luzes e Cores” retrata o universo do samba. Abertura ocorreu no dia 17/04 e segue até 27/07

O Centro de Cultura Caipira e Arte Popular de Campinas, localizado em Joaquim Egidio, traz a exposição “Luzes e Cores”, do artista plástico e compositor Aluizio Jeremias, foi aberta na quinta-feira, 17 de abril, às 19h, e segue aberta para visitação até 27 de julho.

Na mostra, o artista retrata o universo do samba. Artista autoditada e hoje com 74 anos, também foi passista e carnavalesco e quando jovem trabalhou como lixeiro para comprar seus pinceis e telas. Inspirou-se nas obras de Cândido Portinari para pintar o samba, o Carnaval e a cultura negra, carregando assim sua comunidade nas suas telas de cenas quentes e vibrantes, com personagens históricos, costumes de sua época, com o objetivo de reunir e difundir valores como educação, arte, política e religião do povo negro.

Aluizio expõe suas obras desde 1965, iniciando na Praça da República (SP), Praça Carlos Gomes, Centro de Convivência Cultural de Campinas, nas décadas de 1970 e 1980. Participou dos projetos: “100 Anos de Abolição – Semana da Consciência Negra”, promovido pela Unicamp e projeto Kizomba, ambos da Secretaria do Estado de Cultura na década de 1990. Atualmente suas obras fazem parte do Acervo da Casa de Cultura Tainã, que destaca também sua atuação como diretor artístico da Escola de Samba Estrela D’Alva, de 1963 a 1970, como presidente da Escola de Samba Rosa de Prata, no período de 1975 a 1984, e como fundador do Bloco Afro Yle Ogum, em 1985.

Aluízio Jeremias é considerado um patrimônio cultural de Campinas e a mostra tem como objetivo principal homenageá-lo e divulgar sua obra.

Serviço:
Exposição “Luzes e Cores” de Aluízio Jeremias
Local: Centro de Cultura Caipira e Arte Popular de Campinas. Rua José Inácio, 14, Joaquim Egídio – Campinas
Data: 17 de abril a 27 de julho
Horário: visitação – quinta e sexta, das 15h às 20h; sábados e domingos, das 10h às 18h
Entrada: gratuita

Fonte: Campinas