Nomeada nova diretora do Departamento de Processos Museais do Ibram

ManuelinaManuelina Duarte passa a ocupar cargo de direção no Ibram

A Secretaria Executiva do Ministério da Cultura (MinC) nomeou na última quarta-feira (22), através de portaria publicada no Diário Oficial da União, a nova diretora do Departamento de Processos Museais do Instituto Brasileiro de Museus (DPMUS/Ibram).

A professora de Museologia, pesquisadora e consultora Manuelina Maria Duarte Cândido foi a escolhida para ocupar o cargo, no qual substitui o museólogo João Luiz Domingues Barbosa, e entrou em exercício já nesta sexta-feira (24).

Graduada em História pela Universidade Estadual do Ceará (1997), Duarte Cândido tem especialização em Museologia pela Universidade de São Paulo (2000), mestrado em Arqueologia pela mesma instituição (2004) e doutorado em Museologia pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (2012), em Lisboa (Portugal). É professora do curso de Museologia da Universidade Federal de Goiás (UFG).

Com experiência nas áreas de preservação, patrimônio cultural, educação para o patrimônio e planejamento e gestão de museus, a nova diretora foi gestora do Museu da Imagem e do Som do Ceará (MIS-CE) e coordenadora da ação educativa do Centro Cultural São Paulo. É membro do Conselho Internacional de Museus (Icom) e professora convidada de Museologia na Universidade de Würzburg (Alemanha). Atualmente realiza estágio pós-doutoral na Université Sorbonne Nouvelle, Paris III (França).

Na estrutura administrativa do Ibram, o Departamento de Processos Museais (DPMUS) é responsável pelas políticas de aquisição, movimentação, descarte, preservação, conservação, segurança, comunicação e exposição do patrimônio cultural brasileiro musealizado ou em processo de musealização. Suas atribuições incluem ainda o desenvolvimento de políticas e diretrizes para o setor nas áreas de educação, pesquisa e museologia social, entre outras.

Texto: Bruno Aragão (Ascom/Ibram)
Foto: Markus Garscha/divulgação

Fonte: Ibram