Museus temáticos de Araraquara são opção para as férias

Os Museus temáticos de Araraquara são boa opção para as férias escolares: a garotada pode se divertir com as exposições e levar conhecimento para a casa, em visitas gratuitas, que são realizadas de segunda a sábado.

Neste mês, o Museu Ferroviário e o MAPA – ambos no Centro da cidade – e também o Museu do Futebol e dos Esportes – este localizado na Arena da Fonte – oferecem exposições que também são uma boa opção para os adultos, podendo reunir toda a família para passar momentos agradáveis.

araraq. 1

O secretário municipal da Cultura, Renato Haddad, lembra que as exposições dos museus são uma oportunidade de entrar em contato com a história de Araraquara e região. “Sempre aprendemos um pouco mais quando freqüentamos os museus, que são centros difusores de conhecimentos relevantes que agregam o patrimônio cultural e social de uma sociedade. O contato do visitante com um universo de conhecimentos produzidos pela humanidade, ao longo de sua história, nos traz à tona os aspectos relativos à sua cultura, identidade e memória”, destaca.

Vale lembrar que o projeto da Secretaria Municipal da Cultura e Fundart, o qual realiza a abertura rotativa dos museus aos domingos, será retomado a partir de domingo (05).

araraq. 2

A cada domingo um dos museus é aberto para a visitação gratuita, no horário das 10 às 14 horas. O projeto se inicia com o MAPA – Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (05 de janeiro), seguido pelo Museu do Futebol e dos Esportes de Araraquara (dia 12) e pelo Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo (dia 19) e, posteriormente, pelo MAPA novamente (dia 26).

Confira a programação gratuita realizada pela Prefeitura de Araraquara, por meio da Secretaria municipal da Cultura e Fundart:

– Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (Mapa)

O Mapa apresenta a exposição de longa duração intitulada “Mapa: múltiplos olhares”, com uma expografia contemporânea e atrativa, que reflete uma arqueologia inovadora, a exposição se divide em três módulos.

No primeiro deles, se destaca a atuação do Mapa, suas coleções, e a diferença entre Arqueologia e Paleontologia. Aqui está instalado um painel, com uma Linha do Tempo, localizando e situando Araraquara e o Estado de São Paulo no contexto mundial.

araraq. 3

As sociedades humanas que viveram nos campos de Araraquara são o mote do segundo módulo, revelando experiências de 10 mil anos atrás até o presente. A diversidade cultural, a forma sustentável dos recursos e a construção identidária são assuntos tratados nessa parte da exposição, assim como a relação estabelecida com os índios nos dias de hoje.

A última etapa apresenta as arqueologias do século XXI, retratadas pelo acervo do Mapa. São 40 gavetas portando as mais representativas peças das coleções do museu. O visitante pode aprofundar os seus conhecimentos de acordo com seu interesse e manusear as gavetas.

O Mapa, hoje, é uma referência como uma das maiores e melhores coleções de arqueologia do interior de São Paulo, nas linhas de pesquisa de materiais em cerâmica e líticos, e possui um acervo de mais de 40 mil peças, sendo que 90% delas estão armazenadas na reserva técnica, no CECRAD – Centro de Conservação e Recuperação de Acervos Diversos – Espaço Paulo Mascia, localizado na Praça Pedro de Toledo.

– Museu do Futebol e dos Esportes de Araraquara

As exposições “Memórias do Futebol Amador de Araraquara” e “Glórias da Ferroviária” (permanente) são as atrações do Museu do Futebol.

araraq. 4

A exposição “Memórias do Futebol Amador de Araraquara” tem como objetivo resgatar times e jogos do futebol amador que, durante muitas décadas, movimentaram a paixão dos torcedores locais.

Com um período de glórias situado entre os anos 30 e 70, do século XX, estão presentes fotos e objetos que retratam: ADA (Associação Desportiva de Araraquara), Palmeiras da Vila Xavier, Estrela, Benfica, Usina Tamoio, Atlética Ferroviária, Paulista, ACCO, Andaraí, ASDER, Santana, São Paulo, ACEA, Flamengo, Primavera, 7 de Setembro, Congregação Mariana, Grêmio da PM, Prefeitura, América, São Geraldo, Santos, IV Centenário, Corinthians do São Geraldo, União dos Ferroviários, Ipiranga – entre outras equipes.

Também é homenageado o antigo Estádio Municipal “Tenente Siqueira Campos”, que serviu de palco para a consagração dos craques do futebol amador.

Por fim, a exposição permanente “Glórias da Ferroviária”, registra a trajetória da equipe esportiva que difundiu o nome de Araraquara pelo Brasil e pelo mundo e apresenta fotos, uniformes, medalhas, troféus e alguns documentos alusivos à história do futebol.

Vale destacar que o Museu possui uma mesa para a prática do futebol de botão (ou “futebol de mesa”) e uma grande TV para a exibição de filmes e vídeos de jogos e eventos esportivos.

– Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo

No Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo os visitantes podem conhecer uma parte da história de Araraquara que, a exemplo de tantas outras cidades do Estado, cresceram e se desenvolveram com a chegada da ferrovia.

Com exposição de seu acervo permanente e também da ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária), o Museu Ferroviário apresenta em suas salas de exposições mostras de diversos tipos de objetos, indo de ferramentas a material gráfico da Estrada de Ferro de Araraquara (EFA). As peças em exposição foram utilizadas entre os séculos XIX e XX e refletem uma época de grande importância para a história da ferrovia. São ferramentas das oficinas, objetos dos vagões (luminária, peças de lavatório, fechaduras de portas, ferramentas pesadas, lampiões, lanternas), além do material gráfico, com livros e cadernos da Cia. Paulista de Estrada de Ferro, com relatórios, lista de compras, estatutos, carteirinhas de ferroviários – entre outros.

araraq.5

O Museu Ferroviário, no saguão superior, conta com a Sala dos Ferroviários, Salão Principal e um auditório. Na Sala dos Ferroviários, com ante-sala, podem ser vistas fotos dos formandos da EFA, uniformes de ferroviários, além de uma foto gigante dos operários – com mais de 200 pessoas – na Oficina da EFA, em 1932, em Araraquara. Nesta sala também há uma TV que circula imagens da EFA e da Cia. Paulista.

No Salão Principal há um painel de 7,5 metros denominado “Linha do Tempo”. O visitante pode observar a história da ferrovia, década a década, de 1830 até os dias de hoje. Com material didático, a Linha do Tempo apresenta um panorama da ferrovia no mundo, no Brasil, e em Araraquara.

SERVIÇO:

Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara – MAPA
Rua Voluntários da Pátria, esquina com Av. Portugal – Centro – Fone: (16) 3332-4933
– Funcionamento: segunda, das 13 às 17h30; de terça à sexta-feira, das 9 às 12 horas e das 13 às 17h30; aos sábados, das 9 às 12 horas
– Aberto nos domingos, dias 05 e 26 de janeiro (das 10 às 14 horas)

Museu do Futebol e dos Esportes de Araraquara
Rua Mauro Pinheiro, s/nº – (na Arena da Fonte Luminosa) – Fone: (16) 3322-2207
– Funcionamento: segunda à sexta-feira, das 8 às 17h; aos sábados, das 8h30 às 12 horas
– Aberto no domingo, dia 12 de janeiro (das 10 às 14 horas)

Museu Ferroviário Francisco Aureliano de Araújo
Rua Antonio Prado, s/nº – Centro – Fone: (16) 3332-3739
– Funcionamento: segunda à sexta-feira, das 9 às 17 horas; aos sábados, das 9 às 12 horas
– Aberto no domingo, dia 19 de janeiro (das 10 às 14 horas)

Fonte: Prefeitura de Araraquara