Museu Índia Vanuíre realiza III Encontro Paulista Questões Indígenas e Museus

miv res. pequena

A partir de 29/4, programação reúne indígenas, pesquisadores e profissionais da área de cultura para debater a relação entre as comunidades e as instituições museais

De 29 de abril até 1 de maio, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura administrada em parceria com a ACAM Portinari, realizará o III Encontro Paulista Questões Indígenas e Museus. A ação, organizada em conjunto com o Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo (MAE/USP), acontecerá paralelamente ao IV Seminário Museus, Identidades e Patrimônio Cultural, na sede do equipamento museológico, em Tupã (SP).

Os eventos reunirão um grupo heterogênio de profissionais e interessados, indígenas e não indígenas e professores da rede pública de ensino, para os debates divididos em conferências e palestras. Também serão propostas discussões entre as instituições, em busca da ampliação desses assuntos, analisados a partir dos métodos atuais.

O tema desta edição é Museus e indígenas – Saberes e ética, novos paradigmas em debate. O destaque é o debate em torno de uma nova ética para os museus, um novo museu. Entre os enfoques estão a educação indígena e o museu, desde os tradicionais ensinamentos, a formação escolar e os saberes. As pesquisas, narrativas e as (auto) representações das culturas nas instituições culturais também serão abordadas, assim como os acervos e coleções, comunicação, o público e a musealização, sempre com a participação das comunidades indígenas locais e representantes de outras partes do país e da América Latina.

Abrindo o primeiro dia do encontro (29/4), haverá a exibição do trabalho do Centro de Referência Kaingang do Museu Índia Vanuíre com Tamimi Borsatto, do Museu Índia Vanuíre, Marília Xavier Cury, do MAE/USP, e Josué Carvalho, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na sequência, José Ribamar Bessa Freire, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro e Universidade do Estado do Rio de Janeiro, e Renata Motta, diretora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museológico, (UPPM/SEC), se apresentarão.

Entre os convidados dos três dias estão o italiano Massimo Canevacci, do Instituto de Estudos Avançados da USP, a boliviana Elvira Espejo, do Museo Nacional de Etnografia y Folklore, de La Paz, que abordará em sua fala o papel da mulher indigena, Alexandre Oliveira Gomes, do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal do Pernambuco e da Rede Cearense de Museus Comunitários, Suzenalson da Silva Santos, do Museu Indígena Kanindé, no Ceará, e George de Vasconcelos, da Casa da Memória do Tronco Velho Pankararu, em Pernambuco. Os dois últimos contarão suas experiências como gestores indígenas de museus.

Todos os dias, ao final dos debates, haverá uma programação cultural com o espetáculos de grupos de danças indígenas Kaingang, Krenak e Terena, da T.I.Vanuíre.

As inscrições podem ser feitas: http://museuindiavanuire.org.br/inscricao/. A taxa de inscrição é de R$ 30,00 reais para docentes universitários, profissionais de museus e interessados. São isentos indígenas, estudantes universitários e professores da rede pública de ensino. Mais informações pelo telefone (14) 34911-2333.