Museu Índia Vanuíre amplia acervo com peças de comunidade Kaingang do sul do país

 

O Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura administrada em parceria com a Associação Cultural de Apoio ao Museu Casa de Portinari (ACAM Portinari), localizado em Tupã, adquiriu ao longo de 2012 uma nova coleção com cerca de 100 peças produzidas por artesãos Kaingang das Terras Indígenas Nonoai e Irai, do Rio Grande do Sul, e Apucaraninha, no Paraná. 
 
Parte desses itens está exposta na instituição na mostra “Lifaỹ Kaingang”. A coleção de peças contemporâneas, organizada pelo também Kaingang Josué Carvalho, representa a dualidade do povo Kaingang, que segundo o mito, originou-se por Kamẽ e Kanhrú. O mito narra que tudo o que há no mundo foi criado pelas entidades e pertencem a cada metade, explicando que os irmãos mitológicos atuam em complementaridade: sol e lua, dia e noite, dócil e agressivo, aberto e fechado, por exemplo. Nos objetos da coleção podemos ver as marcas mitológicas e relações de organização na dualidade.
 
Entre as peças expostas no museu estão cestas de uso doméstico, adornos como colares e pulseiras e artefatos feitos para o comércio. Os destaques são as peças de comunicação com Kanhrú e Kamẽ, como o filtrador de sonhos. Colocado sobre a cabeceira da cama, as entidades comunicam-se por meio desse objeto, passando visões sobre a vida do seu proprietário.
 
O público da cidade e da região pode visitar a mostra gratuitamente. O Museu Índia Vanuíre está localizado à Rua Coroados, nº 521. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3491-2333, nas páginas do museu nas redes sociais Facebook e Twitter ou pelo site www.museuindiavanuire.org.br.
 
Serviço: 
Coleção “Lifaỹ Kaingang”
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP) 
Horário: de terça-feira a domingo, das 9h às 17h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita