Museu do Crime na Avenida Cásper Líbero

Museu do Crime

Crime do poço, crime da mala, crime do Padre João, os assaltos do intrépido Meneghetti. Estes são apenas alguns dos inúmeros, tenebrosos e curiosos crimes que estão catalogados em um dos mais interessantes museus paulistanos e que fica localizado na região central de São Paulo, no bairro da Luz: O Museu do Crime.

Em um pequeno mas bem cuidado e organizado espaço dentro da Associação dos Investigadores de Polícia do Estado de São Paulo (AIPESP), o Museu do Crime permite ao visitante viajar a fundo na história do crime em São Paulo, através de quadros, fotografias, documentos, armas antigas, distintivos e diversos utensílios policiais utilizados pela polícia paulista desde o início do século XX.

Dr. Milton Bednarski, criador e curador do Museu do Crime (clique para ampliar).

No local é possível conhecer a fundo tragédias que marcaram a Cidade de São Paulo como o crime do restaurante chinês, a tragédia do Cine Oberdan, o incêndio do Edifício Andraus o crime da Rua Apa e muitos outros, que a população nem sabe que existiu mas que são igualmente assustadores.

O acervo do Museu do Crime é obra do Dr. Milton Bednarski, criador e curador do museu e que cujo acervo é fruto de mais cinco décadas dedicadas à pesquisa e a catalogação do rico material disponível no museu.

Por lá é possível descobrir curiosidades sobre alguns dos crimes mais conhecidos de nossa cidade, como por exemplo o fato de que o famoso “Crime da Mala” de 1928, onde Giuseppe Pistone assassinou Maria Fea e tentou enviá-la despedaçada dentro de uma mala em um navio para a Europa não foi o primeiro crime do gênero. Em 1908, duas décadas antes do crime da mala mais famoso, o imigrante Michel Trad assassinou seu então sócio Elias Farah, no que ficou conhecido como o primeiro “crime do poço”.

Maria Fea e Pistone, protagonistas de um dos mais famosos crimes paulistanos.

Localizado há menos de 100 metros da Estação da Luz, o Museu do Crime é uma ótima pedida para aqueles que querem conhecer um pouco mais do passado paulistano através de seus mais famosos crimes e tragédias. O museu tem entrada franca e fica aberto de segunda a sexta.

Onde: Avenida Cásper Líbero, 535 – Luz

Contato: (11) 3228-7489

Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta das 08:00 às 17:00hs

Entrada:Grátis

Fonte: Visite São Paulo