Museu do Café realiza webinário O Feminino no Café Hoje

Evento on-line transmitido pelo Youtube contará com a participação de profissionais renomadas de diversas áreas da cadeia operatória do café

Em julho deste ano, o Museu do Café inaugurou a exposição temporária “O Feminino no Café, 1870-1930”, com o intuito de destacar o papel da mulher na história do grão. Para complementar a visão histórica proporcionada pela mostra, o MC promoverá o webinário “O Feminino no Café Hoje”, nos dias 29 e 30 de setembro, das 15h às 18h, pelo Youtube da instituição. O evento tem o apoio da Aliança Internacional das Mulheres do Café (IWCA Brasil) e da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA).

Reunindo profissionais renomadas de diversas áreas da cadeia operatória do café, o encontro virtual apresentará os desafios e experiências das mulheres na contemporaneidade. As mesas redondas terão como foco as ações pioneiras que incentivam a participação feminina no setor, além de abordar as redes de fortalecimento para essa atuação e as perspectivas futuras para ampliar o protagonismo dentro do segmento.

Dando início a programação na quarta-feira (29), a abertura da atração será apresentada pela jornalista da TV Terra Viva, da Band, Lilian Munhoz, às 15h.

Na ocasião, falarão a diretora-executiva do Museu, Alessandra Almeida (advogada com especialização em Gestão em Museus pela Universidade Cândido Mendes – RJ), a presidente da IWCA Brasil, Miriam Aguiar (socióloga com mestrado em administração rural e desenvolvimento pela Universidade Federal de Lavras – MG), e a diretora-executiva da BSCA, Vanusia Nogueira (engenheira de sistemas e administradora, com doutorado em Administração/Marketing pela Universidad Nacional de Rosario – Argentina).

Após esse momento, o webinário segue para as mesas de debate:

Pioneirismo feminino – 29/09, das 16h40 às 18h

A primeira conversa abordará os avanços proporcionados por mulheres dentro do setor cafeeiro, destacando algumas trajetórias, conquistas e melhoramentos que afetaram toda a cadeia do grão.

Mediação: Marcela Rezek, coordenadora técnica do MC, graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Católica de Santos, e Master em Recuperação e Restauração do Patrimônio, em Patrimônio Cultural, pela Universidade de Alcalá de Henares, da Espanha.

Palestrantes:

Josiane Cotrim, jornalista, mestre em Comunicação Política pela Dublin City University, da Irlanda, fundadora da IWCA Brasil e membra brasileira da Coalizão do Café pela Equidade Racial (CCRE);

Phyllis Johnson, que tem bacharelado em Microbiologia pela Universidade de Arkansas e mestrado em Administração Pública pela Escola Harvard Kennedy (ambas nos EUA). É a cofundadora da CCRE e presidente da BD Imports, uma empresa social premiada e focada no fornecimento responsável de cafés especiais para a indústria de hospitalidade;

Neide Peixoto, produtora de café, sócia de seu marido e cunhados em um empreendimento de agricultura familiar. Desde 2008, seu produto ganha prêmios de maneira ininterrupta e, recentemente, passou a exportar para os EUA por meio da BD Imports.

Assim encerra-se o primeiro dia de bate-papos sobre a temática. O diálogo tem continuidade na quinta-feira (30), a partir do mesmo horário:

Criação e fortalecimento de redes – 30/09, das 15h às 16h20

Aqui, a intenção é discutir a construção e o trabalho desenvolvido dentro de redes para o fortalecimento do papel feminino em diferentes áreas.

Mediação: Dandara Renault, diretora de inclusão, diversidade e eventos da IWCA Brasil, graduada em História, com pós-graduação em Produção Cultural e Gestão Pública pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro.

Palestrantes:

Gisele Coutinho, graduada em jornalismo, com mais de 10 anos de atuação no segmento político, fundadora da Pura Caffeina, pequena empreendedora, barista e educadora;

Amanda Albuquerque, barista campeã brasileira de latte art no campeonato com deleite Naveia, também ministra workshops e cria conteúdo sobre café para as redes sociais;

Simone Carneiro, possui bacharelado em Zootecnista pela Escola de Ciências Agrárias de Lavras, conselheira da IWCA Brasil e presidente da Associação das Mulheres Empreendedoras do Café da Serra da Mantiqueira (AMECAFÉ).

Novos desafios e perspectivas de futuro na pesquisa e políticas públicas – 30/09, das 16h30 às 18h

O foco do último encontro é a reflexão sobre as questões futuras, como a estruturação e incentivo da atuação feminina, partindo de censos e estudos que mapearam a atuação de mulheres no setor.

Mediação: Danielle Baliza, graduada em Agronomia, com mestrado, doutorado e pós-doutorado em Fitotecnia/Cafeicultura, pela Universidade Federal de Lavras. É diretora de pesquisa da IWCA BRASIL e editora e autora do livro “Mulheres dos Cafés no Brasil”.

Palestrantes:

Helena Maria Ramos Alves, graduada em Agronomia, com mestrado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade Federal de Lavras, e doutorado em Soil Science and Land Evaluation, pela Universidade de Reading, do Reino Unido. É pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, na unidade descentralizada Embrapa Café;

Silvana Maria Novais Ferreira Ribeiro, também é agrônoma, atuando como superintendente do Instituto Antônio Ernesto de Salvo;

Raquel Santos Soares de Menezes, administradora formada pela Universidade de São Paulo, sendo doutora na área pela Universidade Federal de Minas Gerais e mestre pela Universidade Federal de Uberlândia.

Fonte: Museu do Café