Museu do Café inaugura exposição sobre vitral de Benedicto Calixto

desconstruindo epopeia

Intitulado A epopeia dos Bandeirantes, o vitral retornou em julho ao edifício da Bolsa Oficial de Café após processo de restauro.

 

O Museu do Café, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inaugurou, no dia 23 de julho, às 11h, a nova exposição temporária Desconstruindo uma Epopeia. A mostra apresenta uma leitura crítica do vitral A epopeia dos Bandeirantes, de autoria do pintor paulista Benedicto Calixto e que está presente no salão do pregão do edifício da Bolsa Oficial de Café.

A curadoria desfragmenta as informações contidas na peça em várias camadas, para que o público possa compreender melhor o processo de concepção por trás dessa obra de mais de 90 anos. A exposição apresenta aos visitantes uma análise completa do vitral como um objeto museológico, colocando em evidência seu caráter material e técnico, os conteúdos nele presentes e sua linguagem simbólica, o contexto em que foi concebido e a localização da obra em seu tempo.

Na ocasião, Calixto criou o desenho sob medida para o palácio da Bolsa, que estava sendo construído para centralizar as negociações de café no estado de São Paulo. Um pequeno atelier cenográfico com mock-ups de ferramentas utilizadas pelos profissionais na confecção e restauro de vitrais, além de textos explicativos e imagens irão compor a nova temporária. Será também apresentado cada parte do vitral separadamente, com análise de seus personagens, símbolos e figuras, com protagonismo para a parte central da obra, onde encontra-se Anhanguera e a Mãe d’Ouro, os maiores destaques e referências da peça.

O restauro – Retirado para tratamento especializado junto com o mobiliário do salão do pregão, o vitral foi restaurado pelo Estúdio Sarasá Conservação e Restauração. Foi necessária a realização de limpezas e higienizações dos vidros e a troca dos perfis de chumbo para fixação das centenas de peças que compõem a arte, além de correções em eventuais danos. Após o término das etapas de restauro, iniciou-se a remontagem e, depois de tudo devidamente reagrupado, finalmente a obra de Calixto retornou ao edifício da Bolsa.

SERVIÇO:

Desconstruindo uma Epopeia

Museu do Café

Rua XV de novembro, 95 – Centro Histórico de Santos.

Horário: terça a sábado das 9h às 17h, e aos domingos entre 10h e 17h.

Ingressos: R$ 6, estudantes e pessoas acima de 60 anos pagam meia-entrada. Aos sábados, a visitação é gratuita.

Já a Cafeteria do Museu funciona de segunda a sábado das 9h às 18h, e aos domingos entre 10h e 18h.

 

Outras informações estão disponíveis no site www.museudocafe.org.br.

 

 

Fonte: Museu do Café

Crédito foto: Secretaria da Cultura