Museu de Jundiaí, SP, promove oficinas de contação de histórias

23.08.2013 n8

O Museu Histórico e Cultural Solar do Barão de Jundiaí (SP) promove neste mês de agosto oficinas de contação de história organizadas pela Cia. Na Ponta da Língua. As oficinas são gratuitas e serão realizadas sempre aos sábados, a partir das 9 horas.

Segundo Luiza Bitencourt, contadora de histórias e uma das professoras da oficina, os encontros são voltados para professores, educadores e todas as pessoas interessadas em aprender as técnicas para contar histórias. “Este é um módulo para iniciantes, vamos ensinar as primeiras técnicas para se tornar um contador de histórias, a base de nossas aulas serão as vivências dos alunos, o que eles já passaram e que podem virar histórias”, diz a artista.

As aulas terão como foco técnicas de narrativa, expressão vocal e expressão corporal. Todas as atividades são embasadas nas técnicas dos contadores Giba Pedroza e Regina Machado.

Os alunos também irão receber material didático, indicação de livros de história, referência visual, vídeos e os diferentes estilos de contação de história. “O mais importante é que vamos estar à disposição para tirar todas as dúvidas que surgirem durante as oficinas”, explica Paula Miurim, contadora de histórias e também professora das oficinas.

No último encontro será realizada a apresentação da história que os alunos escolheram, neste dia poderá vir parentes e convidados para a finalização da oficina. “O mais legal é que além de aprender a contar histórias para todos os públicos, os aluno vão poder também passar este conhecimento a frente”, destaca Luiza.

As inscrições podem ser realizadas no Museu Histórico e Cultural Solar do Barão, localizado na rua Barão de Jundiaí, 762, no centro de Jundiaí. Mais informações pelo telefone (11) 4521-6259

Serviço:
Oficina de contação de histórias, Cia. Na Ponta da Língua.
Data: 10/7, 24/7, 31/7
Horário: 9h
Local: Museu Histórico e Cultural Solar do Barão
Endereço: R. Barão de Jundiaí, 762 – Centro
Informações: (11) 4521-6259

Fonte: G1