Museu de Arte Sacra abre inscrições para curso “Expressões na Arte Sacra”

O Museu de Arte Sacra promove, no 14 de julho, o curso prático “Expressões na Arte Sacra: Nossa Senhora Aparecida e a Imaginária Sacra Paulista”, com a professora Silvana Borges.

Segundo o arquiteto e historiador Carlos Lemos, o termo “paulistinha” refere-se a um tipo de imaginária sacra paulista executada em barro branco, característico da produção popular de São Paulo durante os séculos XVIII e XIX. No geral seu tamanho varia até 20 centímetros de altura, caracterizando-se por serem ocas e tendo o orifício da base cônico. Sua elaboração teve influência da imaginária portuguesa, diferenciando-se pela simplificação dos traços e da estrutura, com maior liberdade formal da composição.

O curso divide-se em:

Aula teórica (das 10h00 às 12h00): Caracterização das paulistinhas quanto ao material, formato e modelagem, com exemplos das obras de santeiros populares que, diante da escassez de recursos, dedicaram-se à simplificação das fórmulas estruturais dos modelos iconográficos europeus, destacando-se o santeiro Benedito Amaro de Oliveira, o Dito Pituba (1848-1923), um dos últimos representantes dessa tradição; e o Frei Agostinho de Jesus (c. 1600-1661), um dos primeiros escultores a trabalhar no Brasil, a quem alguns autores cogitam a autoria da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, que será tema da oficina prática, com a introdução da história da aparição da imagem da Padroeira do Brasil, seus milagres, o atentado, a restauração e algumas variantes da representação do Dogma da Imaculada Concepção de Maria na arte sacra.

Intervalo (das 12h00 às 13h00): almoço

Oficina prática (das 13h00 às 16h00): Reconstituição em pintura em têmpera de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, reproduzindo as suas prováveis cores conforme a iconografia de costume à época de sua manufatura, de característica seiscentista, com o manto azul escuro e o forro vermelho granada segundo determinação de Dom João IV que, em 1646, proclamou a Imaculada Padroeira de Portugal, momento em que a sua devoção se generalizou no Brasil Colônia através dos missionários.

Docente

Silvana Borges é artista plástica e arquiteta especialista em Conservação e Restauro nas áreas de Arte Sacra (pintura e imaginária) e Arquitetura (arte mural), profissional filiada ao International Council of Museums (ICOM), à Associação Brasileira de Conservadores e Restauradores de Bens Culturais (ABRACOR) e ao Centro de Estudos da Imaginária Brasileira (CEIB).

Ministra palestras e cursos sobre a preservação do patrimônio e técnicas artísticas. Seus trabalhos estão publicados em conceituados catálogos artísticos e coletâneas literárias, recebendo diversas premiações e troféus, presentes em exposições e acervos de países como México, Itália, EUA, França, Espanha, Holanda, Hungria, Portugal e China em uma trajetória de 30 anos de atividades artísticas e literárias.

Cada participante levará para casa uma imagem acabada.
O material está incluído no valor do curso. Trazer apenas dois pinceis finos de nº0 (zero) para uso pessoal.
Vagas limitadas: 25 alunos.

Data: 14 de julho de 2018 (sábado)
Horário: das 10h às 16h
Carga horária: 6hs
Valor: R$ 150,00 a vista – 180,00 parcelado (02 vezes)

Informações e Inscrições: Fatima – mfatima@museuartesacra.org.br / (11) 5627-5393
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Metrô Tiradentes.
Estacionamento gratuito no local: Rua Jorge Miranda, 43.
O Museu fornecerá certificado de participação.

Fonte: Museu de Arte Sacra