Museu da Língua Portuguesa participa de festival no Bom Retiro

Nos dias 19, 20 e 21 de outubro, o Museu da Língua Portuguesa participa do “Que Bom Retiro – 2º Festival de Rua do Bom Retiro”, com atividades culturais no saguão da Estação da Luz. O festival acontece entre os dias 18 e 21, com diversas atividades que estimulam a comunidade a conviver com grupos diversos e ocupar os espaços públicos. A programação é inteiramente gratuita.

Idealizado pela Rede Social Luz – Bom Retiro, o festival pretende fortalecer as redes de trocas e convivência e proporcionar reflexão sobre a complexidade do Bom Retiro e os rumos para o bairro. Ao todo, serão mais de 30 atividades em diversos locais do bairro, sobre temas como gastronomia, leitura, arte, cultura, economia solidária, comunicação, história, educação e infância.

O Museu da Língua Portuguesa participa com atividades lúdicas, que mostram como as trocas culturais foram importantes na construção de nosso idioma. Entre as atividades, está o quebra-cabeças “piquenique de palavras” – que mostra a origem dos nomes dos alimentos e evidencia as influências trazidas pelos imigrantes, tanto estrangeiros quanto de outras regiões do país, que chegaram a São Paulo – e Tupituba, com a influência indígena na formação da língua portuguesa. O espaço também vai exibir informações sobre o Museu e sua reconstrução, atualmente em curso, após o incêndio que o atingiu em dezembro de 2015.

Em dez anos de funcionamento, o Museu da Língua Portuguesa sempre realizou atividades próximo à comunidade dos bairros do Bom Retiro e Luz, com parcerias, em espaços como o saguão da Estação da Luz e escolas.

“A língua portuguesa é o elo que une todos os grupos, incluindo os imigrantes, com diálogos e trocas de saberes e culturas. A presença do Museu no festival dá continuidade às atividades com a comunidade da região e reafirma o compromisso com o fortalecimento das identidades e dos laços culturais entre todos aqueles que ocupam a cidade”, diz a gerente de Projetos de Patrimônio da Fundação Roberto Marinho, Deca Farroco.

O Museu da Língua Portuguesa é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, concebido e realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Tem como patrocinador máster a EDP, patrocinadores Grupo Globo e Grupo Itaú e apoio do Governo Federal, por meio da lei federal de incentivo à cultura. O IDBrasil é a organização social responsável pela gestão do Museu.

Museu está em reconstrução

Primeiro museu totalmente dedicado a um idioma, o Museu da Língua Portuguesa recebeu cerca de 4 milhões de visitantes em 10 anos de funcionamento (2006-2016). Sua concepção celebra a língua como elemento fundador e fundamental da nossa cultura. Experiências interativas, conteúdo audiovisual e ambientação conduziam os visitantes a um mergulho na história da língua portuguesa.

O museu foi atingido por um incêndio em dezembro de 2015 e está em reconstrução. Atualmente, está sendo finalizada a primeira etapa da obra: o restauro da fachada e das esquadrias. Foi iniciada também a reconstrução da cobertura do edifício. Durante a reconstrução, o acervo do Museu, o patrimônio imaterial da língua portuguesa, continua sendo celebrado por meio de atividades culturais e educativas, como as realizadas na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em agosto; na Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), em julho, e na celebração do Dia Internacional da Língua Portuguesa, em maio de 2017, no saguão da Estação da Luz.

Fonte: Museu da Língua Portuguesa