Museu da Diversidade Sexual: seminário “Museu Queer – A presença LGBT nos museus”

Inscrições estão abertas e devem ser feitas pelo e-mail: mds@apaa.org.br

O Museu da Diversidade Sexual, em parceria com o Sistema Estadual de Museus (SISEM-SP) e a Pinacoteca de São Paulo, realiza, em 17 de julho, das 14h às 18h, no auditório da Pinacoteca, o seminário “Museu Queer – A presença LGBT nos museus”. As inscrições, gratuitas, já estão abertas e devem ser feitas pelo e-mail: mds@apaa.org.br

O encontro, que reúne especialistas de diversos segmentos de atuação, busca tecer um olhar transdisciplinar com experiências e opiniões úteis para a reflexão sobre a memória LGBT e o papel fundamental dos museus nesse resgate.

O seminário também é oportuno à participação do público que virá a São Paulo para o 10º Encontro Paulista de Museus (10EPM) – que ocorre de 18 a 20 de julho, no Memorial da América Latina – uma vez que acontece na véspera do encontro.

“A invisibilidade da diversidade sexual é marcante em toda a sociedade e não é diferente no caso das instituições museológicas. A presença de artistas LGBT nem sempre é lembrada e, em geral, a temática é sempre apresentada de forma velada. O encontro visa debater tais questões e contribuir para que esta realidade se altere”, observa o diretor do MDS, Franco Reinaudo.

Confira a programação:

. 14h00
Abertura – Representantes da Secretaria da Cultura do Estado, UPPM, SISEM-SP, Pinacoteca e Museu da Diversidade Sexual

. 14h20
Palestra introdutória – “Conceituando a Diversidade Sexual”, com Beto de Jesus

. 14h50
Mesa 1 – “O apagamento da memória LGBT”, com Remom Matheus Bortolozzi e Luiz Morando, mediação de Rita Colaço

. 16h00
Coffee break

. 16h20
Mesa 2 – “A representação LGBT nos Museu”, com Inês Gouveia e Tony Willian Boita, medicação de Renato Cymbalista

Conheça os participantes:

Beto de Jesus
Educador, consultor em educação e diversidade para organismos nacionais e internacionais. Secretário para América Latina e Caribe da ILGA (Associação. Internacional de Gays e Lésbicas).

Remom Matheus Bortolozzi
Doutorando no Programa de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná (2010), graduação em Engenharia de Alimentos pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (2008), mestrado em Educação pela Universidade de Brasília (2014) e especialização em Gênero e Sexualidade pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2016). Tem experiência na área de Psicologia, Sexualidade, Estudos LGBT e Educação, com ênfase em Psicologia Social, atuando principalmente nos seguintes temas: transformismo, historia e memória LGBT, cultura LGBT brasileira, psicologia histórico-cultural, trabalho infantil, psicologia e políticas públicas, consciência social e arte.

Luiz Morando
Licenciado em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (Habilitação Português-Francês – 1989), mestrado em Literatura Brasileira pela Universidade Federal de Minas Gerais (1992) e doutorado em Estudos Literários – Literatura Comparada pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997). Atualmente é professor do curso de Letras no Centro Universitário de Belo Horizonte – Uni-BH. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira do século XIX, atuando principalmente nos seguintes temas: Realismo-Naturalismo, Romantismo e historiografia literária brasileira. Na interface com a Sociologia, atua com os temas homoerotismo e representação de identidade.

Rita Colaço
Doutora em História Social – UFF, Mestre em Política Social – UFF e Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais – UFRJ. Áreas: relações de poder, gênero, sexo, orientação sexual. Violência simbólica – História – campo judicial – homossexualidades – mecanismos de proteção social autoconstruídos – territórios de resistência – ativismos – sociabilidades – movimento homossexual brasileiro – travestis e transformismo, shows e teatro

Inês Gouveia
Articuladora da Rede de Museologia Social do Rio de Janeiro. Doutoranda em Museologia e Patrimônio, Mestre em Memória Social, Historiadora com experiência de atuação em docência. Pesquisadora dedicada ao campo da Museologia, a partir dos seguintes temas e áreas: museologia social, patrimônio, política cultural, diversidade cultural

Tony Willian Boita
Bacharel em Museologia pela Universidade Federal de Goiás (2015), Museólogo (COREM 213I) e mestrando em Antropologia Social na Universidade Federal de Goiás (2017). Foi professor substituto no bacharelado em Museologia da Universidade Federal de Goiás (2015-2017). Desde 2011, desenvolve o mapeamento de museus, espaços de memória e iniciativas comunitárias em memória e História LGBT no globo. Entre 2011-2013, foi coordenador de Museologia Social do Programa de Extensão Comunidades FURG (Proext-Mec), atuando entre comunidades indígenas e quilombolas do extremo sul do Rio Grande do Sul em vista de seu reconhecimento patrimonial e territorial.

Renato Cymbalista
Arquiteto e urbanista, mestre e doutor pela FAU-USP, com pós doutorado em História pela UNICAMP. Foi professor convidado nas universidades Técnica de Brandemburgo; Paris-Diderot; Parsons – the New School of Design. Foi editor adjunto da Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais.

SERVIÇO

Seminário “Museu Queer – A presença LGBT nos museus”
Onde: Auditório da Pinacoteca de São Paulo
Endereço: Praça da Luz, 2 – São Paulo/SP
Quando: 17 de julho, das 14h às 18h
Inscrições: mds@apaa.org.br

Fonte: Museu da Diversidade Sexual