MUSEU DA CASA BRASILEIRA APRESENTA A EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA CAMPOS DE ALTITUDE

A mostra exibe fotografias produzidas ao longo de um ano e meio em comunidades do Rio de Janeiro

O Museu da Casa Brasileira, em conjunto com a Janaina Torres Galeria, apresentam a exposição Campos de Altitude”, da fotógrafa carioca Kitty Paranaguá. O público do Museu poderá conferir até 24 de janeiro de 2021, um recorte especial sobre a forma de habitar nos morros cariocas. 

Inspirada pelo trabalho “Câmara Escura”, de Abelardo Morell, a fotógrafa decidiu contrapor a vista dos moradores de morros do Rio de Janeiro às suas vivências cotidianas. De que forma? Fotografando o exterior a partir dos pontos de observação de 13 casas e projetando a imagem deste campo externo sobre seus moradores.

O resultado foi a descoberta de que as vidas se entrelaçam, a comunidade é uma extensão das moradias e o limite entre o público e o privado é tênue. Há uma tensão impedindo os moradores de usufruírem destas paisagens, que lhes é acessível aos sentidos mas, muitas vezes, só se revela na forma de privações. É como se, metaforicamente, a luz da paisagem que invade suas casas lhes ofuscasse de forma impositiva.

Para Giancarlo Latorraca, arquiteto e diretor técnico do MCB, os registros feitos por Kitty incitam os visitantes a refletir sobre a ausência de políticas públicas de habitação, que excluiu da cidade formal grande parte da população. “Temos aqui documentado moradas fora do ‘asfalto’, relegadas à ocupação de territórios excludentes e ao mesmo tempo privilegiados. Um retrato marcante sobre este morar brasileiro, alguns de seus habitantes a paisagem majestosa do Rio de janeiro”, comenta Latorraca. 

As projeções sobre as moradias e os corpos que nelas habitam, em conjunto com os depoimentos coletados em áudio, desvendam um recorte da cidade. A exposição do MCB apresenta 15 fotografias produzidas nas comunidades Pavão Pavãozinho, Tavares Bastos, Chapéu Mangueira, Cantagalo, Vidigal e Rocinha. 

Kitty Paranaguá

Kitty Paranaguá nasceu, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Fruto da relação com as pessoas, lugares e objetos que fotografa, suas obras retratam aspectos e espaços geográficos a partir da conexão que estabelece com paixões, crenças, humores e memórias, culminando em uma produção repleta de poesia. Com uma carreira estabelecida há mais de 20 anos, iniciou seu percurso como repórter fotográfica no Jornal do Brasil. Com o ensaio Campos de Altitude, a fotógrafa foi um dos destaques da 10ª edição do FotoRio 2017, e foi eleita representante do evento carioca no Festival Internacional de Fotografia de Pequim. Fotos do seu ensaio de Copacabana fazem parte do acervo da Maison Européenne de la Photographie (MEP). Em 2019, foi uma das contempladas com o Prix Photo Aliança Francesa 2019.

SERVIÇO

Exposição Campos de Altitude

De terça a domingo, das 10h às 18h

Ingressos: R$ 15 e R$ 7,50 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada

Gratuito aos finais de semana e feriados

Acessibilidade no local

Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local

O Museu da Casa Brasileira continua realizando atividades virtuais pela campanha #MCBEmCasa. Fique atento a novidades pelas redes sociais.

Instagram | Facebook | Twitter | Youtube

Site: mcb.org.br/

Museu da Casa Brasileira 

Av. Brig. Faria Lima, 2705 – Jardim Paulistano, São Paulo

Tel.: (11) 3032-3727

Fonte: Museu da Casa Brasileira